Início » Vida » Educação » Universidade traz a proteção do meio ambiente para a sala de aula
Disciplinas verdes

Universidade traz a proteção do meio ambiente para a sala de aula

A universidade americana College of the Atlantic, incluiu em sua grade curricular projetos de combate às mudanças climáticas

Universidade traz a proteção do meio ambiente para a sala de aula
Várias universidades dos EUA já incluem em seus currículos a instalação de painéis solares e turbinas eólicas nos campi (Divulgação: College of the Atlantic)

Universidades dos Estados Unidos decidiram trazer a luta contra o aquecimento global para a sala de aula. No estado do Maine, por exemplo, a College of the Atlantic incluiu em sua grade curricular disciplinas verdes, nas quais o aluno deve criar formas de combater as mudanças climáticas.

Várias universidades americanas já incluem em seu currículo a instalação de painéis solares e turbinas eólicas nos campi. Porém, para Darron Collins, reitor da College of the Atlantic, isso não é suficiente. “É como uma gota em um balde de água. Para alavancar isso, temos de mudar, de fato, a forma de pensar dos alunos, levando eles a buscar soluções para regiões além dos campi”, diz Collins.

Para mudar isso, a universidade decidiu investir pesado. Um grupo de estudantes da instituição chamado Físicos e Matemáticos da Energia Sustentável iniciou um debate com uma empresa de Portland, Oregon, para mostrar a viabilidade econômica de usar um aparelho que otimiza o uso dos resíduos orgânicos da empresa.

Outro projeto enviou 12 estudantes para Samso, uma ilha dinamarquesa que produz mais energia sustentável do que consome. Lá eles ajudaram a criar um acordo com empresas do Maine para a compra de produtos que otimizam o uso da energia, como aquecedores inteligentes. Muitos dos estudantes que participaram do projeto seguiram carreira na área, atuando para estimular o uso de energia sustentável em outras comunidades.

Para Debra Humphreys, vice-presidente da Associação Americana de Faculdades e Universidades, a abordagem utilizada pela College of the Atlantic está começando a se espalhar. “Organizar o estudo em torno dos problemas e fazer conexões interdisciplinares é algo mais alinhado às necessidades do planeta do que as demandas econômicas”, diz Debra.

Fontes:
The New York Times-A College in Maine That Tackles Climate Change, One Class at a Time

1 Opinião

  1. Roberto Henry Ebelt disse:

    É um verdadeiro trabalho de Sísifo.
    Os esforças do mundo inteiro, durante um século, para controlar a natureza, podem ser eliminados com uma erupção vulcânica de grande tamanho.
    De qualquer maneira, temos que apoiar esses trabalhos e pesquisas, pois certamente transformarão o mundo em um lugar melhor para se viver. A China, Cubatão e a baía de Guanabara que digam o quanto isso é necessário.
    Que os esforços para melhorar o ambiente em que vivemos seja. então, o verdadeiro objetivo de tais trabalhos e pesquisas, e não tentar modificar o curso da natureza, que muda o clima conforme seus ciclos que ainda não entendemos corretamente.
    Se apenas pudéssemos, cada unidade familiar, produzir através de células foto-voltaicas, nossa própria energia elétrica, teríamos um duplo benefício: melhoraríamos o ambiente e não alimentaríamos o governo com absurdos 42% de ICMS sobre nossas absurdas contas de energia elétrica.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *