Início » Internacional » Uruguai começa a vender maconha em farmácias nesta quarta
USO RECREATIVO

Uruguai começa a vender maconha em farmácias nesta quarta

A iniciativa faz do Uruguai o primeiro país do mundo a aplicar um controle estatal sobre a produção, a compra e a venda da substância

Uruguai começa a vender maconha em farmácias nesta quarta
Cada pessoa poderá comprar no máximo 10 gramas por semana (Foto: Flickr)

O Uruguai começou a vender, nesta quarta-feira,19, maconha para uso recreativo nas farmácias. A medida é fruto de uma lei pioneira aprovada em 2013, pelo governo do então presidente José Mujica.

A iniciativa faz do Uruguai o primeiro país do mundo a aplicar um controle estatal sobre a produção, a compra e a venda da substância. O objetivo do governo uruguaio é retirar a venda da maconha das mãos dos narcotraficantes, o que representaria um duro golpe para o tráfico de drogas.

Leia mais: Uruguai vai vender maconha em farmácias
Leia mais: Não podemos vencer o narcotráfico sem regulamentação, diz Pepe Mujica

No momento a venda será feita por 16 farmácias de 11 dos 19 departamentos do país, que aderiram ao sistema e cumprem todos os requisitos exigidos pelo Instituto de Regulação e Controle da Cannabis (IRCCA).

Pelo menos 4.959 pessoas que se registraram como consumidoras vão poder comprar o produto, que será vendido em vasilhas de 5 gramas por 187 pesos uruguaios (cerca de R$ 20). Cada pessoa poderá comprar no máximo 10 gramas por semana e até 40 gramas por mês.

A nova legislação autoriza o consumo de maconha em três formas: cultivo em casa, cultivo cooperativo em clubes e venda em farmácias de maconha produzida por empresas privadas controladas pelo Estado.

Fontes:
G1-Começa nesta quarta venda de maconha para uso recreativo no Uruguai

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. laercio disse:

    Existem formas de prazer que não consomem os neurônios!
    O governo uruguaio demostra um acentuado grau de descomprometimento com a saúde pública daquele país e assume posição de impotência quanto ao combate do tráfico, tipo: não pode com ele, junte-se a ele…

    Formas de prazer que andam no contrário da saúde devem ser banidas. Já bastam as bebidas alcoólicas e outras porcarias que potencializam os crimes

  2. Lucinda Telles disse:

    Se é para uso “recreativo” deveriam vender na lanchonete das escolas, no horário do recreio.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *