Início » Internacional » Usinas nucleares no caminho do furacão Florence
FURACÃO FLORENCE

Usinas nucleares no caminho do furacão Florence

Ao todo, 16 usinas nucleares podem ser atingidas pela tempestade que se aproxima dos Estados Unidos. Desastre em Fukushima, em 2011, causa preocupação

Usinas nucleares no caminho do furacão Florence
Para algumas usinas foram preparadas megaoperações (Foto: Wikimedia)

Com a proximidade do furacão Florence, que começou a atingir os EUA nesta quinta-feira, 13, uma nova preocupação surge em solo americano: as usinas nucleares. As autoridades estão acelerando os processos para garantir a segurança dos reatores nucleares, que podem ser abalados pelo furacão.

Além dos impactos naturais por onde passar, o furacão Florence ainda pode causar problemas a 16 usinas nucleares, que estão espalhadas nos estados da Carolina do Sul, Carolina do Norte e Virginia.

Há sete anos, no Japão, a usina de Fukushima explodiu depois de um maremoto seguido por terremoto. A explosão deixou milhares de pessoas mortas, feridas e desabrigadas.

Na época, alguns países europeus correram para fechar suas usinas, enquanto os EUA as mantiveram, e ampliaram seu número a partir do governo Trump, que deu ordens para que algumas usinas fechadas fossem reabertas.

A Duke Energy, dona de seis usinas nucleares da região, disse que preparou uma megaoperação, com 20 mil funcionários, para atuar durante e depois do furacão. Mesmo assim, a empresa acredita que o Florence pode causar a perda de energia para até 3 milhões de clientes.

“A recomendação é que o reator seja desligado pelos menos duas horas antes dos ventos chegarem à planta e acontece quando a velocidade média do furacão está entre 113 e 121 km/h. […]Nossas usinas foram desenhadas para suportar furacões e contam com as tecnologias mais complexas dos EUA”, explicou Catherine Butler, porta voz da Duke Energy, à BBC.

Além das usinas nucleares, nove siderúrgicas, nove áreas de armazenamento de lixo tóxico e depósitos de restos de produção de carvão, conforme apontou a BBC, também causam preocupação.

Apesar do furacão ter sido rebaixado da categoria 4 para a 2 na escala Saffir-Simpson, a preocupação das autoridades não diminuiu. Estima-se que aproximadamente 1,7 milhões de pessoas já foram evacuados nos estados da Carolina do Norte, da Carolina do Sul e da Virgínia devido aos riscos.

No início da manhã desta quinta os ventos já começaram a atingir a costa dos EUA. O furacão ainda é descrito como “extremamente perigoso” e potencialmente “catastrófico”.

 

Leia também: EUA se preparam para lidar com furacão Florence

Fontes:
The New York Times-Hurricane Florence’s Path: Category 2 Storm Closes In on Carolina Coast
BBC-Usinas nucleares na rota de furacão Florence nos EUA reacendem fantasma da explosão de Fukushima

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *