Início » Internacional » Venezuela inicia racionamento de combustível
CRISE VENEZUELANA

Venezuela inicia racionamento de combustível

Tradicionalmente um país produtor de petróleo, a falta de combustível na Venezuela era impensável anos atrás

Venezuela inicia racionamento de combustível
Filas intermináveis se tornaram comuns em postos de combustíveis do país (Foto: Yineth Bustamante/Flickr)

Em um novo estágio da crise humanitária na Venezuela, o governo do presidente Nicolás Maduro iniciou um racionamento para a venda de combustível. Diferentes estados já estão implementando a contenção do comércio de combustível.

Tradicionalmente um país produtor de petróleo, a falta de combustível na Venezuela era impensada anos atrás. No entanto, devido à crise, piorada pelo embate com antigos aliados regionais e os Estados Unidos, a realidade mudou. Em janeiro deste ano, os EUA anunciaram sanções sobre a empresa estatal Petróleos de Venezuela (PDVSA).

Filas intermináveis se tornaram comuns em postos de combustíveis. No estado de Lara, os motoristas só podem comprar 30 litros de combustível por semana. Na capital de Lara, Barquisimeto, estima-se que 40% dos 104 postos estão fechados. Os estados de Bolívar e Monagas, assim como outros, começaram a aplicar o racionamento baseado em placas veiculares.

“Não deveria haver racionamento em um país como o nosso, um país petroleiro. Isso é um atraso”, afirmou Iván Herrera à agência AFP. “É uma piada!”, criticou Maria López quando não conseguiu encher o tanque de combustível, mesmo tendo passado seis horas na fila.

O ministro do Petróleo e presidente da PDVSA, Manuel Quevedo, afirmou, na semana passada, que o governo venezuelano iria garantir o fornecimento de combustível. Já Maduro afirmou que dez navios petroleiros foram sabotados, mas não deu detalhes sobre a suposta sabotagem.

Na cidade de Mérida, Humberto Trejo, de 60 anos, infartou depois de passar quatro dias na fila. De acordo com os jornais locais, Trejo teve uma parada cardíaca depois de se estressar com outros motoristas, que tentavam subornar militares para avançar na fila de espera.

Já em Táchira, na fronteira com a Colômbia, os venezuelanos começaram a comprar combustível no país vizinho. Anteriormente, o contrabando era feito na via reversa, visto que o combustível venezuelano era muito mais barato do que o colombiano.

Fontes:
AFP-Venezuela inicia racionamento para venda de gasolina

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *