Início » Internacional » Venezuela prende seis pessoas por atentado contra Maduro
ATAQUE COM DRONES

Venezuela prende seis pessoas por atentado contra Maduro

O grupo Movimento Nacional dos Soldados de Camisetas assumiu a autoria da suposta tentativa de assassinato do presidente venezuelano

Venezuela prende seis pessoas por atentado contra Maduro
Muitos ainda não acreditam que realmente houve um ataque contra a vida de Maduro (Foto: Nicolas Maduro/Twitter)

O governo da Venezuela informou no último domingo, 5, que prendeu seis pessoas que estariam envolvidas no suposto atentado contra a vida do presidente Nicolás Maduro. Segundo o ministro de Interior, Néstor Reverol, os detidos vão responder por “terrorismo e assassinato”.

Um dos suspeitos detidos tinha um mandado de prisão em aberto desde 2017. Na ocasião, o homem, que não teve o nome revelado, teria atacado uma base militar. Outro suspeito já tinha sido preso em 2014, quando participou de protestos de rua contra o governo venezuelano.

No último sábado, 4, durante um desfile militar no 81º aniversário da Guarda Nacional da Venezuela, duas explosões foram ouvidas enquanto Maduro discursava no palco. Segundo o governo venezuelano, eram drones com explosivos C4 que atentavam contra a vida do chefe de Estado, mas foram detonados antes de obterem êxito. Sete soldados ficaram feridos.

Um grupo desconhecido chamado de Movimento Nacional dos Soldados de Camisetas assumiu a autoria do ataque. O grupo teria ligação com os manifestantes conhecidos como A Resistência. A associação desejou uma rápida recuperação aos soldados venezuelanos feridos, mas prometeu continuar lutando contra o impopular governo venezuelano.

Antes do grupo assumir a autoria do ataque, o governo venezuelano tinha acusado os Estados Unidos, a direita venezuelana e a Colômbia de estarem envolvidos no atentando. Tanto o governo colombiano, quanto o americano negaram a participação. “Posso dizer, inequivocamente, que não há participação do governo dos EUA neste caso”, afirmou o assessor de Segurança Nacional da Casa Branca, John Bolton, segundo noticiou a Agência Brasil.

Muitos ainda não acreditam que realmente houve um ataque contra a vida de Maduro. Alguns bombeiros teriam afirmado que o incidente, na realidade, foi devido a uma explosão de um tanque de gás dentro de um apartamento. Outras pessoas teriam afirmado para a imprensa que não viram nenhum drone. No entanto, duas testemunhas contaram à Reuters que viram um drone caindo depois da explosão.

O ataque ainda é visto com desconfiança, pois, no passado, o governo venezuelano já teria encenado falsos atentados contra Maduro para reprimir a oposição com mais força. Além disso, a única imagem oficial sobre o incidente mostra apenas o presidente venezuelano olhando para o céu e se assustando com as explosões, antes dos seus guarda-costas entrarem na sua frente para protegê-lo.

Pelo Twitter, o usuário Daniel Blanco compartilhou um vídeo de um drone do modelo DJIM 600 explodindo. De acordo com Blanco, a imagem foi gravada na Avenida Bolívar durante o discurso do presidente venezuelano.

Fontes:
CNN-Venezuela makes six arrests in alleged Maduro assassination attempt
G1-Venezuela prende 6 pessoas após suposto ataque de drones contra Maduro
DW-Venezuela prende seis pessoas após suposto atentado

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *