Início » Internacional » Venezuelanos ganham folgas para poupar água e energia
FERIADO NAS SEXTAS

Venezuelanos ganham folgas para poupar água e energia

Presidente Nicolás Maduro decretou feriado nas sextas-feiras até o dia 6 de junho

Venezuelanos ganham folgas para poupar água e energia
Maduro fez um 'apelo à consciência nacional' para que todo o país apoie a medida (Fonte: Reprodução/Wikimedia)

Até o próximo dia 6 de junho os funcionários públicos da Venezuela não vão trabalhar nas sextas-feiras para poupar energia elétrica e também reduzir o consumo de água.

O decreto foi anunciado nesta quinta-feira, 6, pelo presidente Nicolás Maduro. A medida faz parte de um “plano especial” para poupar energia diante da grave seca no país provocada pelo fenômeno climático El Niño.

Em mensagem divulgada pela TV estatal da Venezuela, Maduro afirmou que o decreto estabelece “todas as sextas-feiras como dia não laboral, a partir da sexta (8) desta semana” até o dia 6 de junho.

O presidente venezuelano fez um “apelo à consciência nacional” para que todo o país apoie a medida. A partir de agora, os shoppings e hotéis terão que passar a gerar nove horas diárias de eletricidade utilizando fontes próprias, o dobro da atual determinação em vigor desde fevereiro.

Os trabalhos nas repartições públicas e as aulas foram suspensos na Venezuela durante toda a Semana Santa para poupar água e energia, após Maduro admitir que o país enfrenta “uma situação extrema” pela queda dos níveis das suas 18 represas.

As indústrias estatais e a administração pública foram ordenadas a reduzirem o consumo de energia em 20%. A Venezuela sofre frequentes “apagões”, principalmente nas províncias do país.

Fontes:
G1 - Venezuela decreta feriado nas sextas-feiras para poupar energia

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Ludwig Von Drake disse:

    A medida é compatível com o raciocínio de um esquerdista: suspender o expediente e as aulas não é solução e pode até aumentar a demanda, pois as pessoas continuarão precisando da energia onde quer que estejam.

    Parece o Brasil onde o governo quebra o país e depois afirma que tirou o povo da miséria.

  2. André Luiz D. Queiroz disse:

    Se for comparar Maduro com Rousseff, difícil dizer qual dos dois é mais incompetente! Mas Maduro ‘herdou’ de Chavez um estado totalmente aparelhado pelo partido bolivariano, o “sonho de consumo!” do PT, sem ter quer fazer ‘toma-lá-dá-cá’ com a base aliada. Só que… é aquilo: populismo e corrupção, por anos a fio, sem fazer o que é preciso fazer para dinamizar a economia do país e fortalecer as instituições republicanas… Aí veio a queda do preço do petróleo e, pinba!, tudo pronto pra dar m…!
    E no Brasil, a coisa só não é igual (ou pior!) porque somos (ou éramos!) um país de economia mais diverisificada e conjuntura política mais intrincada que a Venezuela.
    Tristes trópicos!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *