Início » Internacional » Venezuelanos recorrem a farmácias da Flórida
ESCASSEZ DE REMÉDIOS

Venezuelanos recorrem a farmácias da Flórida

Venezuelanos estão recorrendo a farmácias do estado americano para comprar remédios em falta devido à escassez no país

Venezuelanos recorrem a farmácias da Flórida
Leis da Flórida permitem aceitar receitas médicas de outros países (Foto: Flickr/Melanie Tata)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A falta de remédios na Venezuela está criando uma demanda sem precedentes nas farmácias da Flórida, nos EUA. Assolados pela escassez, muitos venezuelanos estão recorrendo a farmácias do estado americano para comprar remédios.

A transação pode ser feita graças às leis da Flórida que permitem aceitar receitas médicas provenientes de outros países, que podem ser enviadas por fax. No caso do medicamento solicitado não existir nos EUA, a farmácia recomenda outros, com princípios ativos similares.

Entre os medicamentos mais pedidos estão remédios para doenças crônicas, como hipertensão e diabetes, e drogas para tratamento contra câncer. Mas remédios mais simples e itens como fraldas também são pedidos diariamente.

“São realmente inumeráveis as ligações que recebemos na farmácia, historias diferentes, para pedir coisas tão simples como um anti-inflamatório, um cateter, coisas básicas que as pessoas simplesmente não conseguem”, disse Miguel González, um dos donos da Pharm Aid, farmácia localizada na cidade de Pembroke Pines, Flórida.

Porém, o pagamento em dólar dificulta a transação. As farmácias da Flórida somente recebem pagamento em dólar, moeda difícil de obter na Venezuela, onde o governo tem um rígido controle cambial. Com isso, apenas 10% dos pedidos acabam se concretizando.

Familiares de venezuelanos residentes na Flórida ajudam a contornar a situação, enviando para as famílias encomendas de remédios. Empresas que se dedicam a enviar encomendas da Flórida para a Venezuela perceberam o aumento da demanda.

“Antes mandávamos muitos aparelhos eletrônicos, muitas roupas, mas agora com a crise na Venezuela estamos mandando principalmente medicamentos e artigos de primeira necessidade, como comida e sabão”, disse Lady Guillén-Rivera, vice-presidente da empresa Terra Overseas, que tem sede na cidade de Doral.

Fontes:
Estadão-Venezuelanos recorrem a farmácias na Flórida para obter remédios e fugir da escassez

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *