Início » Internacional » Vice-presidente dos EUA declara apoio ao casamento homossexual
Política

Vice-presidente dos EUA declara apoio ao casamento homossexual

Joseph Biden se recusou a garantir que Obama irá apoiar a união entre o mesmo sexo antes da eleições presidenciais ou em um segundo mandato

Vice-presidente dos EUA declara apoio ao casamento homossexual
Joseph Biden e Barack Obama, opiniões divergentes (Reprodução/Internet)

Não é incomum que presidente e vice tenham opiniões discordantes sobre determinados assuntos. O problema é quando um deles resolve expor publicamente sua maneira de pensar. Foi o que aconteceu com o vice-presidente dos EUA, Joseph Biden, que declarou estar “absolutamente confortável” com o casamento homossexual e defendeu a liberdade de se casar como um direito civil de todos. A declaração é um importante apoio à causa e um desafio para o presidente Barack Obama, que continua em silêncio sobre o assunto. De acordo com o New York Times, a opinião de Binder deve fazer com que Obama deixe de lado as evasivas e se posicione quanto aos casamentos homossexuais.

A afirmação de Biden – que é propenso a falar demais – foi feita no programa Meet the Press da NBC, durante uma conversa com o apresentador David Gregory, no último domingo, 6. Biden relatou ter conhecido os filhos de um casal gay há duas semanas e ressaltou a afetividade das crianças: “Eu gostaria que todos os norte-americanos pudessem ver o olhar amoroso deles”, disse.

No entanto, o vice-presidente se recusou a garantir que Obama apoiaria o casamento homossexual antes da eleição em novembro, ou em um possível segundo mandato e salientou que a decisão final cabe ao presidente, não a ele. Mesmo assim, os comentários causaram pânico nos assessores de campanha dos democratas, que tentam retratar as declarações e colocar uma unicidade nas opiniões de Obama e Biden. Segundo o New York Times, essa unidade não existe. Enquanto Biden defende a união homossexual, Obama continua publicamente relegando relações do mesmo sexo e mantendo a desigualdade civil.

Não foi apenas Biden que se manifestou favorável à união homossexual. Na segunda-feira, 7, o secretário de Educação de Obama, Arne Duncan, também endossou a igualdade no casamento. Shaun Donovan, secretário de Habitação e Desenvolvimento Urbano, já tinha feito isso anteriormente. A administração de Obama tomou medidas positivas contra a discriminação aos gays, como por exemplo, a revogação da lei que proibia homossexuais no Exército.

Em contraste com Mitt Romney, que se juntou aos críticos mais fervorosos do casamento do mesmo sexo, Obama se declarou contrário a emenda constitucional que impede os casamentos homossexuais e às uniões civis, mas ao não dar o próximo passo e dizer claramente que apóia a causa, como fez Biden, o presidente norte-americano corre o risco de perder o entusiasmo dos favoráveis ao casamento sem ganhar o apoio dos adversários. De acordo com o New York Times, estar nessa posição não é uma novidade para Obama, que precisa de uma posição clara para defendê-la perante aos eleitores norte-americanos.

Fontes:
The New York Times - Mr. Biden’s Moment of Truth

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *