Início » Internacional » Violência contra mulheres no Congo vai além do estupro
África

Violência contra mulheres no Congo vai além do estupro

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Ataques sexuais radicais são praticados rotineiramente por soldados, polícia, grupos armados e cada vez mais por civis.



De acordo com um relatório da ONU, o estupro e a violência contra mulheres são vistos por uma grande parcela da sociedade como normais.



Mulheres sofrem estupros coletivos, às vezes à vista de suas famílias. Homens são forçados, sob ameaça de morte, a estuprar suas filhas, mães ou irmãs.



A situação na província de South Kivu, onde operam rebeldes do vizinho Ruanda, é a pior que a observadora da ONU já viu.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

7 Opiniões

  1. Adriano disse:

    É impressionante a falta de civilização de alguns povos, principalmente na África (mas não só). São infinitamente piores que qualquer animal. Mas o que mais me cansa e me deixa indignado é a falta de ação da sociedade civilizada, principalmente a ocidental. Com desculpas de respeito à cultura e preservação cultural, atitudes bárbaras como essa, assim como a extirpação do clitóris e a infibulação, são vistas como "normais". Chega disso. É preciso uma intervenção nesses países. O mundo não é um grande zoológico. Se a cultura de alguns povos significa barbárie, essa cultura não merece respeito, merece a extinção!

  2. Dorival Silva disse:

    Isso é coisa de selvagens, não merecem ser considerados parte do mundo civilizado.

  3. shelida disse:

    isso e um absurdo

  4. Arlindo Cirino disse:

    Já tinha ouvido falar nessas coisas…
    Que selvageria dos diabos!!

  5. Amanda disse:

    Mais do que ouvir falar, foi ter visto um documentario muito forte e real sobre essa situação no congo ou melhor sobre essa situação com seres humanos, mulheres, crianças tudo muito mais impactante do que qualquer forma que possa eu tentar me expressar aqui algo inexplicavel ,mas que não pode ficar sem solução sem solidaredade da Onu das ONGS de todos os governos ligados ao bem mundial.Acredito que os governos que vêm sabem desse tipo de situação e nada fazem além de longas pautas de reuniões sem resoluções praticas tem seus sentidos e valores nulos.
    Essas pessoas são tratadas como nada ,isso mesmo nada …a dor a ausencia de qualquer vestigio de vida nos olhares vagos destas mulheres e crianças com suas vidas defloradas por uma sociedade que vive em guerra a mais de 10 anos sofrendo abusos sendo tiradas de suas casas de suas familias de suas vidas… Eu conheço e vocês tambem conhecem animais domesticos como o seu o meu bicinho de estimação que tem mais dignidade de viver do que esses seres humanos que estão esquecidos por todos e fazem parte do todo.

  6. maria torres disse:

    e depois falam em ciência e progresso…

  7. zoraide disse:

    Como podem considerar normal uma violência edionda dessas, seres malditos eles têm em casa, mães, filhas,sobrinhas,amigas,irmãs, ou melhor saíram de uma mulher, como podem atacar dessa maneira outro ser humano. É sofrido viver nesse planeta, se não existe violência na nossa família, existe ao redor de nós, como disse a maria torres: falam em progresso, mas e a humanidade entre os seres humanos.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *