Início » Internacional » Vitória do ‘não’ pode custar caro à Grécia
Referendo

Vitória do ‘não’ pode custar caro à Grécia

A menos que os credores decidam dar outra chance a Tsipras, Grécia pode afundar ainda mais no caos financeiro

Vitória do ‘não’ pode custar caro à Grécia
Votação de domingo confirma a popularidade do premier Alexis Tsipras (Foto: Wikipédia)

Agora vem a parte mais difícil.

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, pode ter ganhado uma vitória em casa no domingo, 5, quando o povo grego deu um sonoro “não” às políticas de austeridade europeias. Mas a Grécia corre o risco de pagar um alto preço por essa decisão.

Leia também: Gregos dizem ‘não’ aos credores

Apesar de a votação ter selado a popularidade de Tsipras, esse apoio pode desaparecer rapidamente se ele levar o país mais fundo à falência e ao caos financeiro, criando uma nova rodada de instabilidade com consequências graves para a Grécia e para o projeto europeu.

Tsipras deve ter mais dificuldade para chegar a um novo acordo financeiro com os credores europeus, aumentando o risco de que a Grécia tenha de deixar a zona do euro. A menos que a Europa decida dar outra chance a Tsipras e sua nação desafiadora.

Algumas autoridades europeias reconheceram no domingo que irão precisar ter mais flexibilidade. Assim como o referendo dividiu a Grécia, ele também revelou divergências entre os países europeus que parecem dispostos a ceder para manter a Grécia na zona do euro, e outros, como a Alemanha e os Países Baixos, cujos líderes praticamente sugeriram que a zona do euro ficaria melhor sem a Grécia. 

Por insistência de Tsipras, seu ministro das Finanças, Yanis Varoufakis, renunciou nesta segunda-feira, presumivelmente para abrir caminho para uma nova equipe de negociação. Após a votação de domingo, voltar à mesa demandando menos austeridade dificilmente será visto como uma concessão por parte dos gregos.

No entanto, na medida em que a votação confirmou o poder de Tsipras na Grécia, outros líderes europeus não têm alternativa senão continuar a fazer negócios com ele.

 

Fontes:
The New York Times - With Greek ‘No’ Vote, Tsipras Wins a Victory That Could Carry a Steep Price

1 Opinião

  1. Joma Bastos disse:

    Mais alto preço do que os gregos andam a pagar ao credores, aceitando uma austeridade que reduziu substancialmente a economia e o PIB da Grécia e aumentou-lhes drasticamente o desemprego e a pobreza? Se a Grécia sair da União Europeia por falta de apoio desta, provavelmente a curto ou médio prazo outros países seguirão a nação grega, simplesmente porque a UE foi criada para gerar riqueza, estabilidade social e não miséria entre os países que fariam parte dela.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *