Início » Internacional » Vulcão Kilauea pode ter erupção de grandes proporções
HAVAÍ

Vulcão Kilauea pode ter erupção de grandes proporções

Centro Geológico dos EUA aponta para o risco de uma erupção violenta do vulcão Kilauea, que está em atividade há vários dias

Vulcão Kilauea pode ter erupção de grandes proporções
Quase 2 mil pessoas foram retiradas de casa por conta da atividade do vulcão (Foto: USGS)

Especialistas do Centro Geológico dos Estados Unidos (USGS) alertaram para o risco de uma erupção de grandes proporções do vulcão Kilauea, que está em atividade há vários dias.

Segundo o órgão, os níveis de lava dentro da cratera estão diminuindo, mas o crescente nível de gás tóxico expelido ameaça formar chuvas ácidas que, por sua vez, podem gerar vapor ao se misturar com o magma. Tal vapor pode provocar um aumento de pressão e uma explosão repentina, que incluiria o lançamento de rochas vulcânicas.

O coordenador de risco de vulcões do UGSG, Charles Mandeville, afirmou, em entrevista ao site português Observador, que tais rochas pesam cerca de 10 toneladas e são atiradas a aproximadamente 120 quilômetros por hora. “Sabemos que o vulcão é capaz de algo assim, sabemos que é uma possibilidade”, afirmou Mandeville, lembrando que o Kilauea já passou por seis erupções violentas em milhares de anos, sendo as últimas em 1790 e 1925.

Segundo Mandeville, uma grande erupção pode aumentar a nuvem de cinzas e transpotá-la por quilômetros de distância, prejudicando ainda mais pessoas. “Neste momento não conseguimos dizer se é certo que vai ocorrer atividade explosiva, qual a dimensão que as explosões podem atingir ou por quanto tempo vão continuar”, explicou Mandeville.

Desde que o Kilauea entrou em erupção, quase 2 mil pessoas foram retiradas de casa e encaminhadas a um abrigo em Leilani Estates, uma subdivisão do distrito de Puna. Quando as atividades vulcânicas acalmaram, os cidadãos puderam voltar às respectivas residências para buscar alguns pertences. No entanto, foram alertados que poderiam ter de deixar o local rapidamente a qualquer momento.

Segundo a vulcanologista Tina Neal, cientista responsável pelo Observatório de Vulcões do Havaí, do UGSG, apesar da atividade vulcânica ter diminuído dentro da cratera, os terremotos e as deformações no solo continuam, assim como o lançamento de dióxido de enxofre na atmosfera. Dessa forma, é esperado que a lava avance pelas fissuras criadas, destruindo novas estruturas.

Até o momento, segundo o último relatório emitido pela Defesa Civil do Havaí, 15 fissuras já apareceram desde que a erupção começou. Além disso, 36 estruturas, entre elas 26 casas, já foram destruídas, com a lava cobrindo, ao todo, mais de 116 acres de terra.

De acordo com o administrador da Defesa Civil do Havaí, Talmadge Magno, algumas estradas estão intransitáveis devido às rachaduras no solo. A ameaça de explosões vulcânicas levou ainda ao fechamento do Parque Nacional dos Vulcões do Havaí, que teve as atividades suspensas nesta sexta-feira, 11, por tempo indeterminado.

Se a o vulcão continuar em atividade, outras áreas próximas a Leilani Estates podem ser isoladas por medida de segurança. Além disso, a possível explosão vulcânica ainda pode causar o fechamento dos dois maiores aeroportos da Ilha Grande do Havaí.

Ainda não se sabe quando os moradores poderão retornar definitivamente para suas casas. O governador do Havaí, David Ige, solicitou ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que seja emitida uma declaração de desastre para o estado, permitindo que fundos federais sejam aplicados para auxiliar a população. Segundo o gabinete do governador, estima-se que o governo vai gastar cerca de US$ 2,9 milhões nos próximos 30 dias apenas para cuidar dos cidadãos.

Fontes:
Observador-Vulcão Kilauea. Depois de 15 fissuras e dezenas de casas destruídas, há risco de erupções explosivas
CNN-Threat of violent explosions in Hawaii forces authorities to close national park again
Terra-Alerta de gás tóxico é emitido por erupção no Havaí e novas áreas estão em risco

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *