Início » Internacional » Wikileaks revela identidade de crianças e vítimas de estupro
WIKILEAKS

Wikileaks revela identidade de crianças e vítimas de estupro

O site teria publicado registros médicos de ao menos 124 pessoas, inclusive de pacientes com problemas psiquiátricos, crianças e refugiados

Wikileaks revela identidade de crianças e vítimas de estupro
Julian Assange, principal porta-voz do Wikileaks (Foto: Wikipédia)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A organização de dados Wikileaks foi criada com a intenção de publicar informações secretas e censuradas de governos, divulgando dados sobre guerra, espionagem e corrupção para o público. No entanto, segundo uma investigação da Associated Press, a organização revelou a identidade de vítimas de estupro, de um cidadão saudita preso por ser gay, além de registros médicos de pacientes com problemas psiquiátricos, crianças e refugiados.

No Twitter, o Wikileaks negou ter revelado a identidade do cidadão saudita preso por ser gay. “Não, Wikileaks não revela ‘gays’ para o governo saudita. Os dados são do governo e não vazados por nós. A história é de 2015, e foi retomada por causa da eleição”, declarou.

O médico Nayef al-Fayez confirmou ao jornal Guardian que dados de um de seus pacientes com câncer no cérebro estão entre as informações vazadas. O site teria publicado registros médicos de ao menos 124 pessoas, inclusive de pacientes com problemas psiquiátricos, crianças e refugiados.

Esta não é a primeira vez que a organização está envolvida com casos de privacidade.  Em 2010, em colaboração com os jornais Guardian, Der Spiegel e New York Times, o Wikileaks publicou milhares de documentos secretos das Forças Armadas americanas, que foram vazados por Chelsea Manning, que até hoje está presa pelo vazamento. Entre as informações divulgadas, estava um vídeo que mostrava um helicóptero americano fuzilando um grupo de iraquianos, incluindo vários jornalistas.  O site foi criticado por ter publicado nomes e informações de cidadãos civis afegãos que teriam colaborado com as forças americanas.

Fontes:
O Globo-Wikileaks publica dados privados de crianças e vítimas de estupro
AP-Private lives are exposed as WikiLeaks spills its secrets

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Roberto1776 disse:

    Observem os aliados do espião bonzinho: THE GUARDIAN & THE NEW YORK TIMES. Esses três assemelham-se àquele palhaço cuja alegria é ver o mundo pegar fogo. Até a Hilária roussef Clinton está sob a metralhadora descontrolada do jovem terrorista australiano. Julinho perdeu o rumo.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *