Início » Nesta Data » Burle Marx
NESTA DATA

Burle Marx

Em 4 de agosto de 1909, nasce o artista plástico e paisagista Burle Marx

Burle Marx
Em 1912, a família de Burle Marx mudou-se de São Paulo para o Rio de Janeiro (Reprodução/Internet)

O paisagista Roberto Burle Marx nasceu em São Paulo em quatro de agosto de 1909.

Em 1912, a família de Burle Marx decidiu se mudar para o Rio de Janeiro, em busca de melhores oportunidades de trabalho, após longo período de problemas financeiros. A cidade do Rio se tornou, mais tarde, o lugar no qual o paisagista iria produzir a maior parte de seus trabalhos e onde moraria grande parte de sua vida.

Leia também: Barra de Guaratiba: Burle Marx, Marambaia e comida de qualidade

Com a prosperidade dos negócios da família, Burle Marx mudou-se para um casarão no Leme, onde iniciou sua própria coleção de plantas, tomando cada vez mais gosto pelo paisagismo.

Aos 19 anos, Burle Marx se mudou com a família para a Alemanha, em busca de tratamento para um problema com sua visão. Ficou em território alemão de 1928 a 1929, quando freqüentou várias exposições e conheceu vanguardas artísticas que chamaram a sua atenção, como as seguidas por artistas como Picasso, Matisse, Klee e Van Gogh. Foi neste mesmo período que Burle Marx decidiu iniciar seus estudos em pintura no ateliê de Degner Klemn.

 

Em 1930, quando voltou ao Rio de Janeiro, ingressou na Escola Nacional de Belas Artes — atualmente conhecida como Escola de Belas Artes da Universidade do Rio de Janeiro. Burle Marx conviveu na universidade com aqueles que, mais tarde, seriam reconhecidos na arquitetura moderna brasileira, como Oscar Niemeyer, Hélio Uchôa e Milton Roberto.

De 1934 a 1937, o paisagista foi diretor do Departamento de Parques e Jardins de Pernambuco e, por meio da execução de um trabalho baseado na vegetação nativa nacional, começou a ganhar reconhecimento, sendo convidado a projetar os jardins do Edifício Gustavo Capanema — hoje, o antigo Ministério da Educação, no Rio.

Um dos projetos de Burle Marx que mais se destacou foi o terraço-jardim, um conceito arquitetônico no qual a cobertura de um edifício é utilizada como espaço de lazer. O paisagista trabalhou com correntes artísticas como a arte abstrata, o concretismo e o construtivismo.

Em 1955, fundou a empresa “Burle Marx e Cia”, onde elaborava projetos de paisagismo e fazia a execução e manutenção de jardins residenciais e públicos.

Roberto Burle Marx morreu no dia 4 de junho de 1994, no Rio de Janeiro, aos 84 anos, tendo projetado dois mil jardins ao longo de sua vida. A chácara onde ele morava, na região de Guaratiba, no Rio, é aberta ao público e apresenta lindos jardins com plantas exóticas.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. Vitafer disse:

    Uberlândia também sentiu a mão criadora de Burle Marx, porém a política alterou seu projeto original da Praça Sérgio Pacheco, rebaixando os morrinhos artificiais que ele criou.

  2. helo disse:

    Burle Marx além de paisagista era um grande botânico. Fazia mega projetos pelo mundo, mas conhecia e cuidava de cada uma das plantas do seus belos jardins.

  3. Afonso Schroeder disse:

    Homem que deu sua contribuição com notoriedade ao paisagismo na cidade do Rio de Janeiro e cidades vizinhas, Burle Marx, buscou os conhecimentos em país estrangeiro e aplicou no Brasil ilustre cidadão que deixou saudades.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *