Início » Nesta Data » D. João VI cria o Banco do Brasil
NESTA DATA

D. João VI cria o Banco do Brasil

Em 12 de outubro de 1808, o príncipe regente de Portugal, D. João VI, funda a primeira instituição financeira do Brasil, o Banco do Brasil

D. João VI cria o Banco do Brasil
A primeira instituição financeira do Brasil foi fundada com o objetivo de financiar a abertura de empresas manufatureiras (Foto: Wikimedia)

Por meio de um alvará do então príncipe regente de Portugal D. João VI, o Banco do Brasil foi criado em 12 de outubro de 1808. A primeira instituição financeira do Brasil (que na época era colônia portuguesa) foi fundada com o objetivo de financiar a abertura de empresas manufatureiras.

O banco teve sua primeira instalação no Rio de Janeiro, local onde a família real portuguesa estabeleceu como moradia oficial. Com a entrada de 1200 ações no valor de um conto de réis cada, iniciou suas atividades em 11 de dezembro de 1809.

O Banco do Brasil chamou muita atenção na época dos ricos do período colonial e a instituição foi aberta ao público. A partir daí, D. João pediu aos governadores das capitanias hereditárias que buscassem acionistas para o banco. No entanto, apenas 126 ações foram subscritas, encerrando a procura em 1812. Em 1817 foi encerrada a oferta pública.

Em 18019, o Rio de Janeiro ganhou uma sede da Bolsa de Valores, sendo a obra totalmente financiada pelo Banco do Brasil. No entanto, o banco passou por um período de crise com o retorno da Família Real para Portugal, que fez saques de valores altos antes de partir, em 1821. Com a Independência do Brasil, a crise se agravou ainda mais.

Com a grande instabilidade econômica durante o período do primeiro Reinado, o banco foi liquidado em 1833 e teve que fechar suas portas. Apesar de uma lei que reestruturou a economia do país ser estabelecida e o banco reabrir no mesmo ano que fechou, a retomada não obteve sucesso.

O Banco do Brasil se reergueu somente em 1851, após Irineu Evangelista de Souza (futuro Barão e Visconde de Mauá) investir 10 mil contos de reis para criar uma instituição com o mesmo nome. A partir daí, a instituição começou a ganhar mais força.

Com a fusão do Banco do Brasil com o Banco Comercial do Rio de Janeiro, em 1853, o banco aumentou seu capital consideravelmente e iniciou a sua fase mais lucrativa até então. Em 1863, se tornou o único órgão emissor do país.

O banco acabou se tornando um dos principais do Brasil por conta do seu papel no desenvolvimento do país, como em 1888, que abriu linhas de crédito para fazendeiros procurassem imigrantes europeus para trabalhar em lavouras de café, e em 1945, que deu suporte aos Pracinhas brasileiros na Itália, durante a II Guerra Mundial.

Em 1960, sua sede foi transferia para Brasília. Em 1969, foi inaugurada uma filial em Nova York e em 1973, suas ações passaram a ser negociadas na Bolsa de Valores. Atualmente, o Banco do Brasil está presente em mais de 21 países, além do próprio Brasil.

Fontes:
InfoEscola-Banco do Brasil

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *