Início » Nesta Data » Foi dada a concessão para fornecer luz ao Rio de Janeiro
Nesta Data

Foi dada a concessão para fornecer luz ao Rio de Janeiro

No dia 20 de setembro de 1905, a Tramway Light and Power Company ganha concessão para fornecer luz ao Rio de Janeiro

Foi dada a concessão para fornecer luz ao Rio de Janeiro
Fachada principal do prédio sede da Light na avenida Marechal Floriano, cidade do Rio de Janeiro. (Reprodução/Acervo Museu da Imagem e do Som)

A primeira grande empresa de energia elétrica do país foi a Tramway, Light & Power Company Ltd, criada em Toronto (Canadá) com capital canadense e norte-americano. A empresa detinha o monopólio dos serviços de bondes elétricos e do fornecimento de energia elétrica no Rio de Janeiro.

Adquiriu diversas empresas como a Rio de Janeiro Gaz Company, responsável pelos serviços de gás e iluminação elétrica; a Companhia de Bondes de Vila Isabel, a Estrada de Ferro do Corcovado, a Companhia Ferro-Carril Carioca e a Companhia Ferro-Carril do Jardim Botânico, no setor de transportes; além da Rio de Janeiro Telephone Company. A partir de 1912, passou ao controle da Brazilian Traction, Light & Power Company Ltd., holding do grupo Light no Brasil.

Apesar de ser o momento ideal para interferências no espaço urbano da Capital da República, em virtude da reforma urbana iniciada em 1902, as sondagens de Mackenzie com relação às concessões de serviços públicos se arrastaram durante os anos de 1903 e 1904. Os empresários estrangeiros tinham como rivais não só os concessionários das empresas em atividade mas também os vários pretendentes à concessão Reid, que concorriam com maior ou menor poder de barganha. Além da animosidade dos grupos nacionalistas contra a pretenção dos estrangeiros.

O ano de 1904 foi de duras batalhas políticas e forte concorrência. Em janeiro de 1905, os bens da Companhia Nacional de Eletricidade foram transferidos oficialmente a Mackenzie, como representante da The Rio de Janeiro Tramway Light and Power Co. Ltd.

Nas décadas de 1920 e 1930, absorveu, no interior do estado do Rio de Janeiro, a Companhia Industrial de Eletricidade, a Empresa Força e Luz Floriano, a Empresa Fluminense de Força e Luz, a Sociedade Comercial e Industrial Suíça e a Companhia Fiação e Tecidos São José. Foi sucedida pela Companhia Carris, Luz e Força do Rio de Janeiro, organizada entre 1937 e 1938.

Fontes:
Memória da eletricidade-Capital estrangeiro e grupos privados nacionais (1898-1929)
Casa Rui Barbosa - A expansão da Rio de Janeiro Tramway Light and Power ou as origens do “Polvo Canadense”

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *