Início » Nesta Data » Leon Trotsky é expulso da União Soviética
Nesta Data

Leon Trotsky é expulso da União Soviética

No dia 31 de janeiro de 1929, Leon Trotsky é expulso da União Soviética

Leon Trotsky  é expulso da União Soviética
Após a morte de Lênin, as duas correntes de pensamento entraram em choque para definir quem seria o sucessor (Reprodução/Internet)

A questão do socialismo gerou uma disputa dentro do Partido Comunista. Uns acreditavam que a revolução tal como ocorrera na Rússia deveria ser expandida para outros países no mundo, enquanto uma ala acreditava que a revolução deveria ser restrita ao que viria a ser a União Soviética. O representante maior do primeiro argumento era Leon Trotsky, enquanto Stalin defendia que a revolução deveria ficar na Rússia.

Após a morte de Lênin, as duas correntes de pensamento entraram em choque para definir quem seria o sucessor. Passado algum tempo de debate, o partido escolheu a corrente de Stalin, assumindo este a liderança da União Soviética.

Estas discordâncias abertas afastam politicamente Trotsky de Stálin, culminando na sua expulsão do partido em 12 de novembro de 1927, o exílio em Almaty, no Cazaquistão, em 1928 e, finalmente, a saída definitiva da União Soviética em 31 de janeiro de 1929.

No dia 20 de agosto de 1940, o agente de Stalin, Ramón Mercader, foi à casa de Trostsky com o pretexto de mostrar um artigo a seu suposto ídolo revolucionário. Além do texto, o assassino levava consigo uma picareta de alpinismo  e uma pistola, escondidas sob a jaqueta, à residência bem conhecida na Cidade do México. Segundo Mercader, ele esperou Trotsky distrair-se com as palavras do texto para aplicar-lhe o golpe fatal na cabeça com a picareta. O fundador do Exército Vermelho, no entanto, não morreu de imediato, apenas no dia seguinte.

Fontes:
InfoEscola
Opera Mundi

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *