Início » Cultura » Nasce o cartunista Henfil
NESTA DATA

Nasce o cartunista Henfil

Em 5 de fevereiro de 1944, nasce o cartunista, jornalista e escritor brasileiro Henfil

Nasce o cartunista Henfil
Henfil é considerado um dos mais importantes cartunistas brasileiros (Foto: Reprodução/Youtube)

Henrique de Souza Filho, mais conhecido como Henfil, foi um cartunista, jornalista e escritor brasileiro. Suas publicações ficaram marcadas pelo humor e pela crítica ao regime militar brasileiro. É considerado um dos mais importantes cartunistas brasileiros.

Henfil nasceu em 5 de fevereiro de 1944 na cidade de Ribeirão das Neves, em Minas Gerais. Viveu sua infância e juventude na periferia de Belo Horizonte. Ingressou na Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal de Minas Gerais, onde cursou Sociologia, mas abandonou após alguns meses.

Então começou a trabalhar como embalador de queijos, depois como contínuo em uma agência de publicidade – onde aprendeu técnicas de ilustração – e jornalista, até especializar-se em produção de histórias em quadrinhos no início dos anos 1960.

Em 1964, com seu trabalho de ilustrador reconhecido profissionalmente, o editor e escritor Roberto Dummond o convidou para trabalhar na revista Alterosa, de Belo Horizonte. Lá nasceram as suas personagens mais famosas, “Os Fradinhos”. No ano seguinte, passou a enviar caricaturas políticas para o jornal Diário de Minas.

Em 1967, enviou charges esportivas para o Jornal dos Sports, do Rio de Janeiro, e passou a colaborar também com as revistas Realidade, Visão, Placar O Cruzeiro. Já morando no Rio de Janeiro, o cartunista começou a trabalhar no Jornal do Brasil e no semanário O Pasquim, que confrontava o regime militar, em 1969. No ano seguinte, lançou a lançou a revista Os fradinhos. Nela, Henfil fazia desenhos humorísticos, críticos e satíricos, com personagens tipicamente brasileiros.

Além dos quadrinhos, Henfil trabalhou no teatro, realizando a peça “A Revista do Henfil”, escreveu, dirigiu e atuou no filme “Tanga – Deu no New York Times” e também trabalhou na televisão, redigindo textos para o programa TV Mulher.

Como escritor, publicou diversos livros, como “Hiroshima, Meu Humor” (1966), “Diretas Já!” (1984), “Henfil na China” (1980), “Fradim de Libertação” (1984), “Como se Faz Humor Político” (1984). Em 1981, ganhou o Prêmio Vladimir Herzog pelo conjunto de sua obra.

Henfil teve atuação marcante nos movimentos políticos e sociais do país, lutando contra o regime militar pela democratização do país, pela anistia aos presos políticos e pelas eleições diretas. Ele é um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores.

Assim como seus irmãos, o sociólogo Betinho e o músico Chico Mário, Henfil era hemofílico. Em uma transfusão de sangue, contraiu o vírus da Aids e morreu em 4 de janeiro de 1988 em decorrência da doença.

Fontes:
Radioagência Nacional-História Hoje: Cartunista Henfil nascia há 72 anos em Minas Gerais
E-Biografia-Henfil
UOL Educação-Henfil

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Vasco Antonio Duval disse:

    Henfil foi um brasileiro que amava nosso povo. Com sua obra, assim como Chico Buarque e muitos outros que combateram a Revolução, provaram o quão tolerante e parcimoniosos foram os lideres revolucionários, embora estes lideres coibissem drasticamente e com firmeza os que tentavam implantar uma ditadura nos moldes dos cubanos com seu paredom ou nos moldes de Stalim que assassinou mais de 20 milhões de seus compatriotas ou mesmo de Mao que assassinou mais de 50 milhões de chineses que pensavam diferente dele. Ditaduras que jamais toleraram opositores aos seus regimes como foram tolerados estes brasileiros que se opuseram aqui.
    Graças a Deus e aos militares ficamos livres da ditadura comunista.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *