Início » Nesta Data » Nazistas massacram judeus no gueto de Varsóvia
Nesta data

Nazistas massacram judeus no gueto de Varsóvia

Em 16 de maio de 1943, chega ao fim o levante que dizimou milhares de judeus na Polônia

Nazistas massacram judeus no gueto de Varsóvia
Milhares de judeus foram mortos a tiros na revolta do gueto de Varsóvia(Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

No outono de 1940, os alemães, que haviam derrotado e a Polônia e ocupado parte do território do país, começaram o envio de quase meio milhão de judeus poloneses para um gueto em Varsóvia, capital polonesa. Os nazistas forçaram os judeus a construir um muro e, em seguida, os isolaram lá dentro. Durante o período da Segunda Guerra Mundial, os alemães enviaram mais de 265 mil judeus do gueto  para as câmaras de gás. Com isso, a população judia da Polônia foi drasticamente reduzida.

No início de 1943, a maioria dos judeus do gueto de Varsóvia já havia sido assassinada. Aqueles que permaneciam eram jovens e sozinhos, tendo perdido suas famílias. Em 18 de janeiro do mesmo ano, combatentes judeus surpreenderam forças alemãs que entravam no gueto com tiros. Diante da resistência, os alemães desistiram, pelo menos naquele momento, das deportações forçadas.

Os combatentes estavam mal armados, mas eram determinados. A revolta do Gueto de Varsóvia era sem esperanças de vitória para os judeus. Os alemães incendiaram o gueto. Em 8 de maio, quando os alemães cercaram os combatentes, a maioria cometeu suicídio. Em 16 de maio, o general da SS nazista, Jürgen Stroop, informou: “O antigo bairro judeu de Varsóvia não existe mais”. O número de pessoas que morreram queimadas naquele dia é desconhecido. Mais de 56 mil judeus foram capturados, cerca de sete mil deles foram mortos a tiros e mais de sete mil foram enviados para câmaras de gás em Treblinka. Os outros foram enviados para campos de concentração ou mortos a tiros em novembro de 1943.

Fontes:
The New York Times-The Jewish Hero History Forgot

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

7 Opiniões

  1. Vitafer disse:

    Que barbaridade!

  2. salomao disse:

    Nao consigo imaginar do porque e como deixaram tal Barbarie chegar a este ponto. Como uma nação inteira permitiu ser conduzida por um louco:e seus comparsas com a ideia absurda de exterminar os judeus,e outras minorias? o que que os Judeus fizeram de tao ruim para merecer tal destino? Apesar de todas as provas, Ainda exite quem nega que o Holocausto tenha existido. E preciso contar a historia para ficarmos atentos. Barbarie e Holocausto, NUNCA MAIS
    Salvo alguns heróis, a humanidade ( conceito que nasceu na idade media) continua desumana “em nome de Deus”. .

  3. jayme endebo disse:

    Ninguém nasce com ódio, este sentimento tem que ser educado para que as pessoas possam tê-lo em sua plenitude. Os alemães cristãos foram educados nos seus templos com a mentira de que eles mataram seu Deus ( jesus) e que eles teriam que ser eliminados. Martinho Lutero que era alemão e grande educador deste ódio antissemita quem os encorajou ao longo dos séculos. As besta nazistas simplesmente fizeram o trabalho que era teórico mas a bestialidade foi tão infame que o The York Times do dia 8 de maio de 1943 acusou os judeus de usarem força excessiva contra os nazistas, não acredita? entra no site deles e faz o download da primeira capa, quem quiser eu envio.
    Antissemitismo foi e é uma doença crônica incurável pois os doentes já tiveram 2000 anos para se curar e ainda não conseguiram.
    Um dos maiores heróis deste levante foi Mordechai Anielewicz quem chefiou esta reação e deu dignidade ao seu povo, morreu aos 21 anos fuzilado no paredão mas tem lugar assegurado no livro da vida.

  4. Edson Ribeiro disse:

    E ainda há quem negue o Holocausto…

  5. ney disse:

    A organização papista massacra milhares de inocentes na noite de são Bartolomeu.
    A policia de algum lugar espanca estudante que protestam contra o aumento abusivo do vale transporte.

  6. ney disse:

    Muito mais massacre foram feitos após a segunda guerra mundial, quando Franceses, Ingleses, Russos e Americanos dividiram e subjugaram a Alemanha.

  7. Ivan Mazille disse:

    Eu nunca exaltei o Hitler e nem as suas ações, hoje em alguns países é até proibido nagar o holocausto por força de lei. Porem existiu um holocausto que ninguem fala nele e por que não se fala nele? pelo simples fato de quase toda mídia do mundo ser controlada por judeus. Estou falando do holocausto negro, é, aquele que só no Brasil foram quase 300 anos de escravidão o qual barbarizou, humilhou e assassinou milhõe de negros africanos sob a alegação de que “os negros não tem alma”. Pois é já estão com raiva de mim? então leiam o livro (HOLOCAUSTO NEGRO)de Gustavo Barroso que vocês entenderam o que eu estou falando.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *