Início » Nesta Data » O imperador Nero comete suicídio
NESTA DATA

O imperador Nero comete suicídio

No dia 9 de junho de 68, Nero, o imperador que incendiou Roma, comete suicídio

O imperador Nero comete suicídio
O imperador Nero mandou matar sua mãe Agripina (Foto: Wikipedia)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Nero Cláudio Augusto Germânico foi um dos imperadores mais polêmicos do Império Romano. Nasceu na cidade de Anzio, hoje território da Itália, no ano 37, e foi imperador romano por apenas 14 anos – de 54 a 68. Durante esse período, Nero se afastou de sua mãe, Agripina, e mandou matá-la em 59. O imperador também é acusado de matar o seu irmão de criação e sua segunda esposa, que estava grávida.

Seu governo foi marcado por atitudes excêntricas. Nero organizava banquetes públicos e comia com a plebe, cantava em público – na época, atuar em público não era digno dos nobres -, participava de corridas de quadriga (carroça conduzida por quatro cavalos) e criou torneios quinquenais inspirado nas olimpíadas gregas: os Jogos Neronianos.

De acordo com alguns historiadores, Nero foi o responsável pelo grande incêndio que durou seis dias e destruiu parte de Roma, no ano 64. Depois que a cidade pegou fogo, Nero criou um plano de reconstrução dos distritos destruídos, que incluía a construção do Domus Aurea, um palácio banhado de ouro, com 300 aposentos, no centro de Roma, ícone do exibicionismo e narcisismo do imperador. Nero culpou a comunidade cristã pelo incêndio e ordenou perseguição aos cristãos.

Nero sempre teve divergências com o Senado, mas foi depois que começaram a surgir revoltas nos territórios do Império Romano, com o apoio de províncias espanholas à rebelião liderada pelo governador Sérvio Galba, que o imperador foi considerado oficialmente “inimigo público” pelos senadores, que apoiaram a coroação de Galba.

Isolado, Nero fugiu de Roma e cometeu suicídio no dia 9 de junho de 68. com ajuda do seu secretário Epafrodito, que o apunhalou quando um soldado romano se aproximava. O secretário apunhalou Nero a pedido do próprio imperador que não queria ser capturado pela guarda romana, mas também não tinha coragem de enfiar o punhal em si mesmo.

Fontes:
Só História-Nero: um dos imperadores mais polêmicos do Império Romano

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Dalvaci disse:

    Na série a história de Deus com Morgan Freeman, Nero e considerado Á besta 666 demoníaca. Pelo sofrimento que causou aos cristãos e pela sua história familiar de vida, suas loucuras

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *