Início » Nesta Data » O suicídio de Getúlio Vargas
NESTA DATA

O suicídio de Getúlio Vargas

Em 24 de agosto de 1954, Getúlio Vargas comete suicídio em meio a uma grave crise política

O suicídio de Getúlio Vargas
Por volta das 8h35, o som de um tiro ecoou pelo palácio (Foto: Wikimedia)

No dia 24 de agosto de 1954, o suicídio de Getúlio Vargas marcou a história do Brasil. No início daquele mês, uma tentativa de assassinato saiu errada. O alvo era o deputado e jornalista Carlos Lacerda, um dos maiores críticos do presidente. No entanto, no atentado da Rua Toneleiros, quem saiu morto foi um oficial da Aeronáutica que trabalhava também como segurança do jornalista.

Três integrantes da guarda presidencial de Getúlio foram apontados nas investigações. Isto fez com que os opositores de Getúlio, principalmente Lacerda, pedissem a renúncia do presidente. A crise política estava instaurada.

Durante a madrugada do dia 24, houve uma reunião com os ministros no Palácio do Catete, no qual foi decidido que Getúlio se afastaria do governo por três meses para dar lugar ao vice, Café Filho. Depois da reunião, Getúlio se recolheu ao seu aposento. Por volta das 8h35, o som de um tiro ecoou pelo palácio. Uma carta-testamento foi encontrada no quarto.Serenamente dou o primeiro passo no caminho da eternidade e saio da vida para entrar na História”, encerra o documento.

Breve histórico

Após chegar ao poder por meio da Revolução de 1930, o político governou o país de forma ininterrupta até 1945. De 1930 a 1934 ele foi chefe do Governo Provisório. Em 1934 foi eleito presidente da república pela Assembleia Nacional Constituinte e exerceu o Governo Constitucional até 1937, quando por meio de um golpe instaurou a ditadura do Estado Novo, que durou até 1945. Retirado do comando do país por um golpe militar, se recolheu à sua cidade natal, São Borja (RS), de onde articulou sua volta ao poder pela via democrática nas eleições presidenciais de 1950.

Fontes:
FGV CPDOC-24 de Agosto de 1954: o suicídio de Getúlio Vargas
EBC-Getúlio Vargas: 60 anos do suicídio do ex-presidente
O Globo-Um tiro no coração

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

4 Opiniões

  1. Roberto1776 disse:

    Mesmo chafurdando naquele mar de lama, o cara almejava entrar para a história. É notável o que a vergonha na cara é capaz de produzir em quem tem um pingo de vergonha. Lamentável é que diumafiga não tenha esse pingo, o que teria poupado o pais desses meses de chove mas não molha.

  2. Luiz Davi da Cruz disse:

    Grande presidente! Deixou saudade para os brasileiros!

  3. webradio100antena.com disse:

    quem fala mal de Getulio Vargas não sabe nada do que seja mar de lama, como se chama o que acontece hoje . DIGA-ME POR FAVOR.

  4. Rogerio Faria disse:

    Se analisarmos dois presidentes: Getúlio Vargas e Bolsonaro vemos que houve um involução grave.
    Acredito, até que houve uma involução do intelecto do brasileiro. Quem poderia um dia apostar que desceríamos tanto nos degraus do desenvolvimento individual e coletivo do povo.
    Não dá para sermos otimista com o futuro do país, apenas torcermos, principalmente os que não votaram nesta besta, que sobreviva aos 3 anos e 5 meses que faltam para ele ser expulso pelas urnas.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *