Início » Brasil » Proclamação da República
NESTA DATA

Proclamação da República

No dia 15 de novembro de 1889, o Marechal Deodoro da Fonseca proclama a República no Brasil

Proclamação da República
'Proclamação da República' de Benedito Calixto (1893) (Wikimedia)

Devido as diversas crises institucionais no reinado de D. Pedro II, como a crise econômica causada pela Guerra do Paraguai, e as diversas manifestações ideológicas entre 1870 e 1880, com ideias de liberdade e participação do povo na política nacional, Marechal Manuel Deodoro da Fonseca comandou um levante militar em 1889, que obrigou D. Pedro II a abdicar.

No dia 15 de novembro de 1889, o Marechal Deodoro da Fonseca, apoiado pelos republicanos, demitiu o Conselho de Ministros, assinou um manifesto proclamando a República no Brasil e instalou um governo provisório. Três dias depois Dom Pedro II embarcava para a Europa, acompanhado da família real. O retorno de membros da família real ao Brasil só foi permitido duas gerações mais tarde.

Após a República ser proclamada, uma série de reformas foi decretada, como a separação do Estado e da Igreja. Uma nova Constituição foi promulgada inspirada no documento dos Estados Unidos.

Era o fim da monarquia no Brasil e o início da República Brasileira, com Marechal Deodoro da Fonseca assumindo provisoriamente o posto de presidente do Brasil. Desta forma, o país passou a escolher seu presidente através de voto popular.

Fontes:
Brasil Escola-15 DE NOVEMBRO – DIA DA PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA
Info Escola-Proclamação da República

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

6 Opiniões

  1. ney disse:

    Se era monarquia e virou republica, por que um militar ficou no poder?

  2. Evandro Correia disse:

    Boa pergunta, Ney. E depois dele veio outro militar, depois veio a política do café com leite, em que as oligarquias de S. Paulo e Minas se alternavam indicando quem seria o candidato. Isso até 1930. De 30 a 45 a ditadura de Getúlio. De 45 a 64 uma democracia bem bagunçada, com golpes, suicídios e renúncias. De 64 a 85, governo militar. Depois Sarney, Collor, Itamar…. Será que teria sido melhor manter a monarquia?

  3. Antonio Manoel Garcia Gonçalves Rato disse:

    Boa Evandro e Ney
    Não sou monarquista de jeito nenhum, mas D Pedro foi mais republicano do que muitos Presidentes.
    Durante o 2º reinado o Brasil viveu um período de intensa liberdade.
    D Pedro era muito criticado, inclusive por muitas charges que o ridicularizavam
    Nunca reagiu contra elas
    Deposto, recusou uma pensão que o governo republicano lhe ofereceu
    Mais de 200 estadistas do mundo inteiro compareceram ao seu funeral, em Paris.
    Com a República começou o “reinado” dos grandes senhores de terras ( revoltados pela libertação dos escravos pela monarquia) , do patrimonialismo, das eleições a ” bico de pena ” etc.
    O Brasil sofreu muito para chegarmos aonde estamos.
    Mal, ou bem, 30 anos de democracia.

  4. Rudy Lang disse:

    Um GOLPE DE ESTADO de não se botar defeito. E com ele perdemos o sistema parlamentarista. Uma lástima. O sistema presidencialista gera essa loucura de eleger um presidente de um partido e um congresso de oposição, deixando um lula da silva disposto a comprar a fidelidade de quem não lhe deveria ser fiel. Extremamente lamentável.

  5. Áureo Ramos de Souza disse:

    E hoje nem é Monarquia e nem República: É ANARQUIA

  6. ACM disse:

    Fala-se muito em monarquia x republica x ditadura x etc.

    Mas nao se diz q o problema nao esta’ na forma de governo, e sim na incapacidade de uma populacao de analfabetos funcionais (80%) escolher politicos. De fato, escolhem os q mais dizem o q eles gostam de ouvir, ou entao os q dao mais presentes antes da eleicao (como um campo de futebol ou alguns sacos de feijao).

    Eleitos, esquecem a populacao e vao cuidar dos seus bolsos e dos interesses de quem os paga. E claro q nao vao querem melhorar o nivel dos eleitores, pois se o fizerem, nunca mais serao eleitos.

    Assim vai o pais de crise em crise, mantendo seu ultimo lugar no PIB/capita na america latina, desde 1900. Subiu um nivel durante 1970-1990 e depois voltou ao ultimo lugar.

    E’ o que Galbraith chamava de “acomodacao na pobreza”.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *