Início » Cultura » Artes Plásticas » Van Gogh tenta cometer suicídio
NESTA DATA

Van Gogh tenta cometer suicídio

Em 27 de julho de 1890, o pintor holandês Vincent Van Gogh atira em seu próprio peito, mas acaba morrendo dois dias depois

Van Gogh tenta cometer suicídio
Muitas das características da vida do pintor são identificadas em seus trabalhos e em cartas enviadas ao irmão Theo (Foto: Wikipedia)

Considerado um dos principais representantes da pintura mundial, Vincent Van Gogh é um dos maiores nomes do pós-impressionismo. Muitas das características da vida do pintor são identificadas em seus trabalhos e em cartas enviadas ao irmão Theo.

Van Gogh nasceu na cidade de Zundert, na Holanda, em 30 de março de 1853. Aos 15 anos de idade, começou a trabalhar para um comerciante na cidade de Haia. Com 20 anos se mudou para Londres e depois Paris, mas voltou à Holanda para estudar Teologia, em Amsterdã. Mesmo sem terminar o curso, atuou como pastor na Bélgica, onde começou a elaborar seus primeiros desenhos a lápis.

Em 1880, retornou à Haia, onde ingressou na pintura. Sob influência da Escola de Haia, fez uma série de trabalhos retratando o cotidiano dos camponeses holandeses, através de técnicas de jogos de luzes.

Foi morar em Paris, em 1886, com seu irmão. Lá, conheceu grandes nomes do impressionismo, como Emile Bernard, Toulouse-Lautrec, Paul Gauguin e Edgar Degas, recebendo grande influência desses artistas.

Dois anos mais tarde, parte para a cidade de Arles, ao Sul da França. Com uma paisagem rural e bucólica, suas pinturas com girassóis foram produzidas diante deste cenário. O único quadro vendido por Van Gogh em toda a vida foi pintado em Arles – A Vinha Encarnada.

Van Gogh convidou Gauguin para morar com ele no Sul da França. No entanto, a convivência com o pintor foi bastante turbulenta, resultando inclusive em ameaças a Gauguin. Quando Gauguin retornou à Paris, Van Gogh entrou em depressão e passou a ter um comportamento mais agressivo – o que era refletido em suas obras, quando passou a adotar pequenas e rápidas pinceladas no lugar do pontilhado.

Em 1889, sua doença atingiu um estágio mais grave e teve que ser internado em uma clínica psiquiátrica, dentro de um mosteiro. O local serviu de inspiração para o pintor holandês, que começou a usar técnicas de curvas em espiral em suas obras.

Em maio do mesmo ano, deixou a clínica para morar em Paris. Entretanto, sua doença não regrediu e em 27 de julho de 1890, o pintor tentou cometer suicídio. Na ocasião, Van Gogh atirou em seu próprio peito. Foi levado para um hospital, mas não conseguiram retirar a bala de seu peito e morreu dois dias depois, aos 37 anos.

Fontes:
Sua Pesquisa-Vincent Van Gogh

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Markut disse:

    Por sinal que o seu auto retrato reflete bem o ar torturado desse gênio da pintura.

    Bendita loucura, que faz pensar onde se situa a tênue fronteira, entre a sanidade e a doença mental e como caracterizar a sanidade mental.

  2. Augusto Santos disse:

    Ele era gay e teve um amor não correspondido do “amigo”?

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *