Início » Economia » Internacional » ‘Selfies’ de soldado russo sugerem operação militar na Ucrânia
Conflitos

‘Selfies’ de soldado russo sugerem operação militar na Ucrânia

Uma das fotos mostra o soldado Alexander Sotkin, de 24 anos, com um lançador de mísseis Buk, similar ao que foi usado para abater o voo MH17 na Ucrânia

‘Selfies’ de soldado russo sugerem operação militar na Ucrânia
'Trabalhando em um buk', legenda de uma das fotos de Alexander Sotkin no Instagram (Reprodução/Instagram)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

De acordo com o site americano de notícias Buzzfeed, as imagens de um soldado russo publicadas em sua conta pessoal na rede social Instagram sugerem que Moscou poderia estar realizando operações militares na Ucrânia.

Uma das fotos mostra o soldado Alexander Sotkin, de 24 anos, com um lançador de mísseis Buk, similar ao que, segundo o governo de Kiev e os Estados Unidos, teria sido usado para abater o MH17 com 298 pessoas a bordo, no último dia 17.

Com base na ferramenta de localização da rede social, Sotkin postou uma foto da vila de Krasna Talychka, leste da Ucrânia, no início de julho. A região é controlada por rebeldes pró-Rússia. Na ocasião, o governo de Kiev acusou os rebeldes de dispararem morteiros em um ponto próximo à fronteira.

Não é possível afirmar por quanto tempo Sotkin permaneceu na Ucrânia após ter publicado a imagem, já que em 3 de julho as fotos compartilhadas pelo soldado no Instagram já eram tiradas na Rússia. Segundo o mapa de fotos do Instagram, as imagens foram feitas a aproximadamente 15 km da base de Voloshio, onde o militar aparentemente está lotado.

No último domingo, 27, Alexander Sotkin postou uma foto com a legenda “trabalhando em um buk”. Em seus perfis nas redes sociais o soldado se descreve como um especialista em comunicações, lotado em uma base russa perto da fronteira com a Ucrânia. Para operar um Buk, os rebeldes ucranianos precisariam de um especialista em comunicações para trabalhar remotamente em uma estação-radar.

O governo de Kiev informou nesta sexta-feira, 1, que separatistas pró-Rússia mataram ao menos 10 paraquedistas ucranianos em uma emboscada durante a noite no entorno de Shakhtarsk, no leste da Ucrânia. “Nossos soldados foram emboscados”, informou um comunicado do governo.

Depois da queda do voo MH17, a ofensiva na região foi intensificada, forçando os rebeldes a abandonar diversas cidades, em direção a Luhansk e Donestsk.

Fontes:
Folha de S. Paulo-'Selfies' de soldado russo sugerem operação militar de Moscou na Ucrânia

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *