Início » Internacional » Anistia Internacional exorta ONU a investigar ações de Maduro
CRIMES CONTRA A HUMANIDADE

Anistia Internacional exorta ONU a investigar ações de Maduro

Pedido tem como base um relatório que aponta para execuções e detenções arbitrárias de manifestantes perpetradas pelas forças de Maduro

Anistia Internacional exorta ONU a investigar ações de Maduro
Relatório pede que Estados membros da ONU instaurem comissão para apurar os crimes (Foto: Anistia Internacional)

A Anistia Internacional exortou a ONU a investigar crimes contra humanidade e violações de direitos humanos, perpetradas por forças de Nicolás Maduro contra manifestantes.

O pedido tem como base um relatório divulgado na última terça-feira, 14, intitulado “Fome de justiça: Crimes contra a humanidade na Venezuela”, no qual a organização aponta para execuções extrajudiciais, detenções arbitrárias e ferimentos causados por uso excessivo da força pelo governo Maduro.

“Como temos dito há anos, na Venezuela há uma política sistemática de repressão a opositores ou aqueles considerados opositores simplesmente porque eles estão protestando, pela qual o governo de Nicolás Maduro deve ser responsabilizado perante o sistema internacional de justiça”, escreve no relatório a diretora da Anistia Internacional, Erika Guevara-Rosas, que pede pela abertura de uma Comissão de Inquérito no Conselho de Direitos Humanos da ONU.

O relatório aponta que membros de alto escalão do governo, bem como o próprio Maduro, tinham conhecimento dos crimes cometidos e não tomaram nenhuma medida para preveni-los ou investigá-los. A organização afirma crer que encobrir tais crimes é parte da política de repressão.

Erika Guevara-Rosas pede a todos os Estados membros da ONU que “expressem urgentemente seu apoio inequívoco às vítimas desses eventos e garantam que tais crimes não ficarão impunes”.

No portal da Anistia Internacional no Brasil, foi criada uma petição para exigir justiça para a Venezuela e pressionar pela abertura da comissão.

Leia também: China envia 71 toneladas de suprimentos à Venezuela

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *