Início » Internacional » Ataques a mesquitas na Nova Zelândia deixam pelo menos 49 mortos
MASSACRE

Ataques a mesquitas na Nova Zelândia deixam pelo menos 49 mortos

Esse é 'um dos dias mais sombrios e sangrentos da história do país', diz premier

Ataques a mesquitas na Nova Zelândia deixam pelo menos 49 mortos
(Foto: Ali jan/Twitter)

Pelo menos 49 pessoas morreram e outras 48 ficaram feridas nesta sexta-feira, 15, em ataques simultâneos a duas mesquitas em Christchurch, na Nova Zelândia. A informação foi confirmada em uma entrevista coletiva pela primeira-ministra Jacinda Ardern, onde afirmou que os disparos nas mesquitas pareciam um “ataque terrorista” planejado.

A polícia da Nova Zelândia prendeu três homens e uma mulher que teriam participado do ataque. Por conta do risco de que outros criminosos envolvidos ainda estejam foragidos, a polícia pediu que a população permaneça em casa.

Autoridades informaram que 12 feridos estão em estado grave. A mesquita de Linwood estava lotada, com mais de 300 pessoas, na hora do ataque. A outra mesquita é a de Masjid Al Noor, que fica ao lado do Parque Hagley.

O ataque foi classificado pela premier Jacinda Ardern como “um ato de violência sem precedentes na Nova Zelândia”. Esse é “um dos dias mais sombrios e sangrentos da história do país […] Esse tipo de violência não tem lugar na Nova Zelândia”, disse ainda a primeira-ministra.

O massacre foi transmitido ao vivo pelo Facebook por um dos criminosos, que utilizou um rifle automático para atirar indiscriminadamente contra homens, mulheres e crianças enquanto caminhava. Testemunhas disseram que o atirador usava capacete, óculos e também um casaco em estilo militar. O homem seria branco, loiro, magro e de baixa estatura.

Ainda de acordo com a polícia, um carro-bomba foi encontrado estacionado a cerca de três quilômetros do Hagley Park. Todas as escolas de Christchurch foram fechadas, diversas estradas estão sendo monitoradas e todas as mesquitas do país foram orientadas a fechar suas portas.

 

Fontes:
G1-Ataques a mesquitas deixam mais de 40 de mortos na Nova Zelândia 

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *