Início » Brasil » Bolsonaro se reúne com ministros no Planalto
DE VOLTA AO BRASIL

Bolsonaro se reúne com ministros no Planalto

De volta ao Brasil, presidente se reúne com ministros e assessores para discutir reforma da Previdência, desempenho em Davos e a crise envolvendo Flávio Bolsonaro

Bolsonaro se reúne com ministros no Planalto
Bolsonaro retornou ao Brasil nesta sexta-feira, 25 (Foto: Agencia Brasil/Marcos Corrêa)

Após participar do Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, o presidente Jair Bolsonaro (PSL), retornou ao Brasil nesta sexta-feira, 25.

Seu primeiro compromisso após o retorno é uma reunião no Palácio do Planalto com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, para discutir a reforma da Previdência – que o governo planeja aprovar ainda no primeiro semestre deste ano.

Em seguida, Bolsonaro receberá os ministros da Defesa, o general Fernando Azevedo, e da Secretaria de Governo, o general Carlos Alberto Santos Cruz.

Segundo fontes ouvidas pelo Estadão, Bolsonaro também pretende se reunir com assessores próximos para avaliar seu desempenho em sua primeira viagem internacional e para analisar o desgaste na imagem do governo causado pelos relatórios do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) que apontam movimentações financeiras atípicas envolvendo a atuação de seu filho, o senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), durante seu mandato como deputado estadual.

A preocupação de assessores do presidente gira em torno das declarações consideradas ambíguas dadas por ele em relação ao caso Coaf. Em Davos, em entrevista para a agência Bloomberg, Bolsonaro afirmou que “se por acaso ele [Flávio Bolsonaro] tiver errado e isso for provado, terá de pagar”. Em seguida, em entrevista à Record, Bolsonaro afirmou que as declarações contra Flávio são “infundadas” e que “não é justo atingir um garoto” para tentar atingi-lo.

Ainda nesta sexta-feira, está prevista uma reunião de Bolsonaro com o governador de Rondônia, Marcos Rocha – que na última quinta-feira, 24, decretou intervenção da Polícia Militar em todos os presídios do estado.

Fontes:
Agência Brasil-Após Davos, Bolsonaro tem agenda intensa no Planalto

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *