Início » Brasil » Bolsonaro visita a Bahia na próxima terça
EM MEIO À CRISE COM O NORDESTE

Bolsonaro visita a Bahia na próxima terça

Viagem ocorre num momento em que Bolsonaro é alvo de críticas por chamar nordestinos de 'paraíbas'. Presidente diz que não teme protestos durante a visita

Bolsonaro visita a Bahia na próxima terça
'Nordeste é Brasil, é minha terra e eu ando em qualquer lugar do território brasileiro', disse Bolsonaro (Foto: Pedro França/Agência Senado)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O presidente Jair Bolsonaro viaja para a Bahia na próxima terça-feira, 23, em meio à polêmica com governadores do Nordeste, desencadeada após o presidente ser flagrado chamando governadores de estados da região de “governadores de paraíbas”.

A viagem do presidente será para a cidade de Vitória da Conquista, a maior do interior baiano, para inaugurar o aeroporto Glauber Rocha. O evento contará com a presença do governador da Bahia, Rui Costa (PT-BA).

No último domingo, 21, quando retornava ao Palácio Alvorada após um culto evangélico seguido de um almoço, o presidente disse que não teme ataques e protestos durante sua visita à Bahia e afirmou que anda “em qualquer lugar do território brasileiro”.

“A Bahia é Brasil. Sem problemas. Sou amigo do Nordeste, poxa. Se eu tenho um problema no Sul, não se fala na Região Sul, Centro-Oeste e Norte. Por que essa história? Vocês mesmos da mídia querem separar o Nordeste do Brasil. O Nordeste é Brasil, é minha terra e eu ando em qualquer lugar do território brasileiro”, disse Bolsonaro.

Apesar da fala, ao que tudo indica, o presidente pretende usar a inauguração do aeroporto para reverter a crise, transformando o evento em um ato político. A princípio, o evento, que será fechado, contava com 300 convidados. Porém, o Planalto decidiu dobrar esse número para 600 e escalou rivais do governador Rui Costa para discursar no evento.

Segundo apurou a Folha de S.Paulo, Rui Costa se queixou da mudança na lista de convidados. Isso porque, enquanto o número de críticos aumentou, a cota do governador baiano subiu de 70 para apenas 100 convidados. Ou seja, na prática, a presença de seus apoiadores frente aos críticos encolheu.

Aliados de Costa defendem que ele não compareça ao evento, algo que é improvável de ocorrer. Isso porque a cerimônia foi marcada pelo próprio governador e a inauguração do aeroporto é considerada por demais relevante.

Na última sexta-feira, 19, Bolsonaro foi flagrado em um vídeo, conversando informalmente com o ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil), sem saber que estava sendo filmado. Na conversa, o presidente disse: “Daqueles governadores de ‘paraíba’, o pior é o do Maranhão; não tem que ter nada com esse cara”.

A fala, registrada pela TV Brasil, gerou polêmica. Governadores do Nordeste manifestaram “espanto e profunda indignação”. A conversa entre Bolsonaro e Onyx antes de um café da manhã com jornalistas da imprensa estrangeira viralizou nas redes sociais.

Em carta, governadores da região cobraram explicações do presidente Jair Bolsonaro, “transmitindo orientações de retaliação a governos estaduais, durante encontro com a imprensa internacional”.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *