Início » Brasil » Carlos Bolsonaro é investigado por uso de funcionários fantasmas
MINISTÉRIO PÚBLICO

Carlos Bolsonaro é investigado por uso de funcionários fantasmas

Também é investigada a eventual prática de 'rachadinha'

Carlos Bolsonaro é investigado por uso de funcionários fantasmas
Procedimentos tramitam sob segredo de Justiça (Fonte: Reprodução/Caio César/CMRJ/Agência Brasil)

O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro, é investigado em dois procedimentos do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) em relação a denúncias de uso de funcionários fantasmas em seu gabinete.

Também é investigada a eventual prática de “rachadinha” (isto é, embolsar parte dos salários de assessores) no gabinete de Carlos Bolsonaro na Câmara.

O MPRJ abriu os procedimentos com base em reportagem publicada pela Época em junho. De acordo com a revista, Carlos Bolsonaro empregou sete parentes de Ana Cristina Valle, ex-mulher de Jair Bolsonaro. Dois deles afirmaram à reportagem que nunca trabalharam para o vereador. O MPRJ também apura se outros três nomeados nunca deram expediente na Câmara.

Os dois procedimentos foram confirmadas pelo MPRJ, porém o órgão informou que ambos tramitam sob segredo de Justiça.

As investigações correm na esfera criminal, a cargo do procurador-geral de Justiça, Eduardo Gussem, com o apoio do Grupo de Atribuição Originária Criminal, e na esfera cível, na 8ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Defesa da Cidadania da Capital. Neste caso, apura-se eventual improbidade administrativa.

Fontes:
O Globo - MP do Rio investiga Carlos Bolsonaro por uso de funcionários fantasmas

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *