Início » Economia » Internacional » Carlos Ghosn é afastado da presidência do conselho da Nissan
PRESO POR FRAUDE FISCAL

Carlos Ghosn é afastado da presidência do conselho da Nissan

Em reunião, conselho administrativo da Nissan aprova, por unanimidade, o afastamento de Ghosn. Decisão foi tomada dois dias após Ghosn ser preso, acusado de fraude fiscal

Carlos Ghosn é afastado da presidência do conselho da Nissan
Ghosh permanece detido em uma cela em um centro de detenção da capital japonesa (Foto: Flickr/Adam Tinworth)

O conselho administrativo da Nissan aprovou nesta quinta-feira, 22, o afastamento de Carlos Ghosn da presidência do conselho. A decisão foi tomada dois dias após a prisão de Ghosn, em Tóquio, em decorrência de uma fraude fiscal.

“Após analisar um relatório detalhado da investigação interna, a diretoria votou por unanimidade para dispensar Carlos Ghosn como presidente do conselho”, afirma o comunicado.

A reunião do conselho durou cerca de duas horas e ocorreu a portas fechadas, na sede da Nissan. O diretor executivo da montadora, Hiroto Saikawa, coordenou os debates. De acordo com uma fonte próxima à diretoria, qualquer outro tipo de cenário seria improvável. “A proposta [de afastar Ghosn] não seria submetida à votação se existisse qualquer dúvida”, declarou a fonte. Um substituto interino na presidência do conselho será designado, e tudo indica que será Saikawa.

Franco-brasileiro, de origem libanesa, Ghosn é acusado, ao lado de cúmplices, de ter “minimizado seus rendimentos em cinco ocasiões, entre junho de 2011 e junho de 2015”, declarando ao fisco uma renda de 4,9 bilhões de ienes (cerca de R$ 166 milhões), em vez dos quase 10 bilhões de ienes que recebeu de fato. Ele também é suspeito de abuso de bens sociais (utilização indevida dos bens e do patrimônio de uma entidade), segundo uma investigação interna da Nissan.

Ghosh permanece detido em uma cela em um centro de detenção da capital japonesa. Na última quarta-feira, 21, o tribunal distrital de Tóquio prorrogou por dez dias a detenção, a fim de dar seguimento às investigações. De acordo com o sistema judicial japonês, o período pode ser ampliado.

Fontes:
AFP-Nissan confirma votação unânime para afastar Ghosn da presidência

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *