Início » Internacional » Chuvas deixam mais de 100 mortos e 2 milhões desabrigados o sul da Ásia
CHUVAS DE MONÇÃO

Chuvas deixam mais de 100 mortos e 2 milhões desabrigados o sul da Ásia

Chuvas de monção e inundações afetam Nepal, Índia, Paquistão e Bangladesh, onde as águas atingiram o maior acampamento para refugiados do mundo

Chuvas deixam mais de 100 mortos e 2 milhões desabrigados o sul da Ásia
Bangladesh é o país mais atingido, com 67 do total de mortos (Foto: Twitter/Doordarshan)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Mais de 100 pessoas morreram e cerca de 2 milhões estão desabrigados em decorrência de fortes chuvas de monção e inundações que afetam Nepal, Índia, Bangladesh e o Paquistão.

As chuvas tiveram início na noite da última quinta-feira, 11, afetando em especial o Nepal, onde pelo menos 67 pessoas morreram. As precipitações geraram inundações que atingiram principalmente as planícies do país, próximo à fronteira com a Índia.

Segundo informações do jornal New York Times, autoridades do governo local apontam ainda que pelo menos 68 pessoas ficaram feridas em deslizamentos de terra na região e outras 30 seguem desaparecidas. Equipes de resgate trabalham com uso de botes infláveis para chegar aos locais mais afetados. As chuvas bloquearam as nove principais autoestradas do Nepal.

Na Índia, foram registradas pelo menos 25 mortes decorrentes das chuvas e inundações. Segundo um comunicado do chefe do Departamento de Resposta Rápida a Emergências do país, Mohamad Farukh, os estados mais afetados são Assam e Bihar.

Na cidade de Solan, no norte da Índia, a queda repentina de um prédio matou sete soldados e um civil. Segundo informou a Associated Press, 31 pessoas foram resgatadas. Os soldados mortos estavam em uma celebração em um restaurante localizado no andar térreo do edifício, quando a estrutura colapsou.

Em Bangladesh, foram registradas pelo menos 14 mortes desde que as chuvas de monções começaram a cair no país, em 9 de julho. As chuvas também atingiram parte do maior acampamento para refugiados do mundo, que fica no sudeste do país e é lar de meio milhão de rohingyas que fugiram da violência no país vizinho Mianmar.

Já no Paquistão, autoridades locais registraram pelo menos 18 mortes em decorrência de fortes chuvas e inundações subsequentes.

Todos os anos, entre junho e setembro, as chuvas monção geram precipitações torrenciais no sul da Ásia, que provocam inundações. Porém, segundo o “NYT”, as chuvas deste ano estão particularmente mais intensas, com o número de mortos e desabrigados maior que o registrado em períodos anteriores.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *