Início » Economia » Internacional » Erupção ameaça agravar devastação na Indonésia
APÓS TERREMOTO E MAREMOTO

Erupção ameaça agravar devastação na Indonésia

Após terremotos que desencadearam um maremoto, a Ilha de Celebes, na Indonésia, assiste, agora, o vulcão Sotupan entrar em erupção

Erupção ameaça agravar devastação na Indonésia
Vulcão entrou em erupção nesta quarta-feira, 3 (Foto: Youtube)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Uma erupção vulcânica ameaça agravar a já desesperadora situação na Indonésia. Após ser abalada por uma série de terremotos na última sexta-feira, 28, e um de maior intensidade (magnitude 7,5), que desencadeou um maremoto, a Ilha de Celebes assiste, agora, o vulcão Sotupan entrar em erupção.

O vulcão entrou em atividade nesta quarta-feira, 3, lançando no ar uma grande coluna de fumaça e cinzas de cerca de 4 mil metros de altura. Segundo noticiou o portal G1, ainda não há informações sobre vítimas ou feridos em decorrência da erupção.

Nesta quarta-feira, o número de mortos em decorrência dos terremotos seguidos de maremoto subiu para 1.407. O número de feridos em estado grave subiu para 2.549. Há, também 113 pessoas desaparecidas. O número de casas destruídas chega a 65.733, e cerca de 70.821 pessoas foram encaminhadas para 141 abrigos. Equipes de resgate seguem em buscas de sobreviventes.

Atendendo a um apelo do governo indonésio, que solicitou ajuda internacional, o Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA, na sigla em inglês) anunciou o envio de US$ 15 milhões para ajudar as vítimas da catástrofe.

“O governo da Indonésia é experiente e bem equipado na gestão de desastres naturais, mas, às vezes, como em outros países, a ajuda externa também é necessária. Dada a escala e complexidade dessa emergência, as agências da ONU e organizações humanitárias estão trabalhando em estreita colaboração com as contrapartes do governo para fornecer assistência para salvar vidas.  Os recursos da CERF [Fundo Central de Resposta a Emergências, lançado pela ONU em 2006] apoiarão as agências da ONU já no local para ajudar a responder às principais prioridades identificadas pelo governo e ajudar as dezenas de milhares de pessoas necessitadas”, disse Mark Lowcock, subsecretário-geral da ONU para Assuntos Humanitários e coordenador da assistência emergência.

 

Leia mais: Passa de 1.200 o número de mortos na Indonésia após terremotos e maremoto
Leia mais: Voluntários cavam vala comum para vítimas de terremoto na Indonésia

Fontes:
Agência Brasil-Sobe para 1.407 número de mortos pelo terremoto e tsunami na Indonésia

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *