Início » Economia » Internacional » Esposa de chefe de comunicação de Trump apoia movimento antivacina
EUA

Esposa de chefe de comunicação de Trump apoia movimento antivacina

Darla Shine, esposa do chefe de comunicação de Donald Trump, Bill Shine, colocou o marido no centro de uma polêmica ao sair em defesa do movimento antivacina

Esposa de chefe de comunicação de Trump apoia movimento antivacina
Em sua conta no Twitter, Darla se apresenta como dona de casa feliz, antivacina e CEO de seu próprio lar (Foto: Twitter/Darla Shine)

O chefe de comunicação da Casa Branca, Bill Shine, se viu envolto em uma controvérsia após vir à tona que sua esposa, a ex-produtora de televisão Darla Shine, é adepta do movimento antivacina, cujo alastramento em escala global vem fazendo casos de doenças antes controladas saltarem nos últimos anos.

A revelação veio à tona após Darla publicar em sua conta no Twitter, uma postagem criticando uma matéria da CNN sobre o tema, que informava que mais de 50 crianças não vacinadas contraíram sarampo no estado de Washington e Oregon e destacava a ascensão de grupos antivacina.

Darla, que em sua conta no Twitter se apresenta como uma dona de casa feliz, antivacina e CEO de seu próprio lar, publicou uma série de postagens na rede social ridicularizando e questionando a reportagem.

“Lá vamos nós LOL (sigla para “rindo alto” em inglês). #SurtoDeSarampo na #CNN. #Fake #Histeria. toda a geração Baby boom viva atualmente teve sarampo quando criança. Tragam de volta as doenças infantis. elas nos matêm saudáveis e ajudam a combater o câncer”, escreveu Darla, em referência à teoria de grupos antivacina de que o sarampo contribui na prevenção ao câncer.

Em uma postagem seguinte, Darla lamentou o fato de ter vacinado os filhos. “Eu tive sarampo, caxumba, catapora quando criança, assim como todo adulto que conheci – infelizmente meus filhos tomara a MMR [uma combinação de vacina contra as doenças] então nunca terão a longeva e saudável imunidade que tenho. Venha me respirar!”, escreveu Darla.

A ex-produtora afirmou que muitas pessoas ainda têm “cabeça fechada” sobre o assunto e deveriam se informar sobre os benefícios de não vacinar os filhos. Após suas declarações, Darla, que é republicana, foi rechaçada na rede social e afirmou que a “esquerda” a estava atacando.

A vacina apontada por Darla, a MMR, foi criada há mais de 40 anos para a prevenção da caxumba, rubéola e sarampo e é considerada extremamente eficaz pelos estudiosos.

Esta não é a primeira vez que a republicana se envolve em questões controversas. Através da polêmica atual, ela gerou controvérsia ao declarar que protetores solares eram uma “farsa” e que não surtiam efeitos. Além disso, participou de uma polêmica envolvendo acusações sexuais contra Roger Ailes, ex-presidente da Fox News. Seu marido, Bill Shine, foi obrigado a renunciar ao cargo de copresidente da mesma empresa, após as declarações da esposa.

As postagens de Dana sobre a vacinação coincidiram com o momento em que a legislação de Washington e Oregon consideravam alterar as leis que permitiam a isenção da vacinação para as crianças por razões médicas, pessoais ou filosóficas por conta do avanço no número de casos de doenças, especialmente em crianças.

 

Leia também: Facebook é pressionado a deletar grupos antivacina

Fontes:
The Guardian-Wife of White House communications chief goes on anti-vaccine tirade

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Gustavo Zucco disse:

    Se quiserem acabar com esta estupidez, só parar a divulgação dessas pessoas estúpidas!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *