Início » Economia » Internacional » Estado Islâmico faz mulheres yazidis de escravas sexuais
Anistia Internacional

Estado Islâmico faz mulheres yazidis de escravas sexuais

Relatório da Anistia internacional revela que mulheres e meninas yazids reféns do Estado Islâmico são vítimas de tortura e estupro, e muitas cometem suicídio logo após serem capturadas

Estado Islâmico faz mulheres yazidis de escravas sexuais
Curdos da minoria yazids residentes da Alemanha protestam em Oldenburg contra o sequestro de mulheres pelo ISIS (Reprodução/AFP)

A Anistia Internacional divulgou nesta terça-feira, 23, o relatório “Escape from Hell“, que apresenta as histórias de horror e tortura vividas por 42 mulheres e meninas capturadas pelo Estado Islâmico (ISIS) no Iraque. Elas conseguiram escapar do controle do grupo após serem vendidas como escravas sexuais e submetidas a torturas, espancamentos, casamentos forçados ou entregues como “presentes” a simpatizantes dos jihadistas.

Após conversar com algumas das ex-reféns, Donatella Rovera, diretora de Resposta a Crises da Anistia Internacional, afirmou que as mulheres e meninas yazidis, muitas com menos de 14 anos, tiveram suas vidas destruídas pelos horrores da violência sexual e escravidão sob o comando do ISIS.

O relatório afirma que cerca de 300 mulheres e crianças já conseguiram escapar do ISIS, mas elas não estão recebendo o apoio necessário. Além disso, a maior parte dos yazidis sequestrados há seis meses ainda está sob o controle do grupo.

Desde agosto, uma coalizão liderada pelos Estados Unidos tem realizado ataques  aéreos contra o ISIS, que controla vários territórios na Síria e no Iraque. O ministro alemão do Desenvolvimento Estrangeiro, Gerd Müller, afirmou que a cidade de Berlim está montando um centro para receber mulheres vítimas de abusos do ISIS. O programa, no entanto, só seria capaz de atender a 100 mulheres.

A Anistia Internacional afirmou que os abusos cometidos pelo ISIS, como o uso do estupro como arma de guerra e a conversão forçada ao islã são crimes de guerra e crimes contra a Humanidade. O relatório afirma ainda que muitas meninas e mulheres cometem suicídio após serem capturadas.

Fontes:
O Globo - Mulheres yazidis são vítimas de estupro e escravidão no Iraque

2 Opiniões

  1. Alex disse:

    Extremistas f.d.p. vão todos para o inferno, bando de covardes, meninas sendo sequestradas e abusadas nos dias de hoje 2014….joguem uma bomba e matem todos esses vagabundos….lixo da humanidade….monstros!!! Tudo em nome de ala…vão pro inferno, e os outros idiótas que preferem não se converter enquanto suas filhas são levadas e estupradas…imbecis religiosos idiótas…..pra mim todo religioso radical seja judeu, católico, protestante, mulcumado, yazidi….é no fundo um grande idióta. Ficam achando que uns são melhores que os outros e deveriam acabar todos no mesmo lugar…no inferno!!!

  2. DJALMA P BENTES disse:

    É com essa gentalha que a petralhada sob o comando da Dil-má à frente, propõe DIÁLOGO.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *