Início » Brasil » ‘Financial Times’ coloca em dúvida dados do Brasil
DADOS ECONÔMICOS

‘Financial Times’ coloca em dúvida dados do Brasil

Dados divulgados pela equipe econômica geram suspeita de maquiagem ou incompetência e colocam a confiabilidade do país em xeque pela 1ª vez

‘Financial Times’ coloca em dúvida dados do Brasil
Segundo o texto, analistas se perguntam se ainda podem confiar no país (Foto: Financial Times)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Referência entre liberais e economistas do mundo todo, o jornal britânico Financial Times publicou na última terça-feira, 3, um artigo que coloca em xeque a confiabilidade das estatísticas econômicas do Brasil.

Intitulado “Falha nos dados econômicos brasileiros desperta preocupações entre analistas”, o texto lança dúvidas sobre os dados divulgados ao mercado pelo Ministério da Economia.

“O ministro da economia do Brasil revisou suas estatísticas de exportação pela segunda vez em menos de uma semana, lançando dúvidas sobre a divulgação de dados-chave e deixando analistas se perguntando se ainda devem confiar na segurança das estatísticas brasileiras”, inicia o artigo, em referência ao ministro Paulo Guedes.

Segundo artigo, assinado pelo jornalista Jonathan Wheatley, as dúvidas ascenderam na semana passada, quando o real registrou uma deterioração recorde frente ao dólar e o Banco Central apontou que as contas externas do país registraram em outubro o pior resultado em cinco anos, puxadas pelo recuo nas exportações.

Na última segunda-feira, 2, o ministro Paulo Guedes creditou o resultado a um erro causado por uma falha no registro de um grande volume declarações de exportadores registradas nos últimos três meses, e apontou que as exportações de setembro e outubro também foram subestimadas.

No dia seguinte, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou números superiores ao esperado, com crescimento de 0,6% no terceiro trimestre. Porém, os dados chamaram atenção por conta de uma incomum alta registrada nos estoques das empresas, um indicador negativo em termos de atividade econômica. Tais fatores lançam suspeita de maquiagem de dados ou incompetência e levam o Brasil a ter a confiabilidade de seus dados questionada pela primeira vez.

 “As recentes revisões, e a possibilidade de que outras venham a acontecer, pela primeira vez, lançaram dúvidas sobre os dados brasileiros, vistos há muito tempo como um modelo de prontidão e transparência entre os países de mercado emergente”, diz o texto.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Almanakut Brasil disse:

    O povo predestinado a beijar os traseiros da realeza que se preocupe com seu Brexit.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *