Início » Brasil » Flávio Bolsonaro escreve mensagem contra o Hamas
REDE SOCIAL

Flávio Bolsonaro escreve mensagem contra o Hamas

'Quero que vocês se explodam', escreveu o filho do presidente em uma rede social – posteriormente apagada

Flávio Bolsonaro escreve mensagem contra o Hamas
Grupo Hamas criticou a visita de Jair Bolsonaro a Israel (Fonte: Reprodução/@FlavioBolsonaro)

Em uma mensagem publicada (e posteriormente apagada) sobre o Hamas em uma rede social, o senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, afirmou: “Quero que vocês se explodam”.

A mensagem foi escrita como comentário de uma reportagem que diz que o Hamas, grupo que controla a Faixa de Gaza, criticou a visita de Jair Bolsonaro a Israel.

Em comunicado divulgado na última segunda-feira, 1º, o grupo Hamas ressaltou que a postura de Bolsonaro “não só contradiz a atitude histórica do povo brasileiro, que apoia a luta pela liberdade do povo palestino contra a ocupação [israelense], mas também viola as leis e as normas internacionais”.

O grupo islâmico também criticou a abertura de um escritório comercial do Brasil em Jerusalém, que foi anunciado por Bolsonaro durante a sua visita a Israel. O Hamas também pediu à Liga Árabe, à Organização de Cooperação Islâmica e a todas as organizações internacionais que pressionem o governo brasileiro a “reverter esses movimentos que apoiam a ocupação israelense e dão cobertura para seus crimes abomináveis ​​e violações contra o povo palestino”.


Fontes:
G1 - Flavio Bolsonaro escreve e depois apaga mensagem sobre o Hamas: 'Quero que vocês se explodam'

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Almanakut Brasil disse:

    Hamas, Farc e todos aqueles grupos PEÇONHENTOS da época do Regime Militar ainda são fascinantes para jornalistas formados em universidades de esquerda.

  2. Luiz Alberto Franco disse:

    Grupos Neo-Nazistas, KuKluxKan, White Supremacism e outros grupos peçonhentos antigos e atuais são fascinantes para muitos ignorantes da extrema direita.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *