Início » Brasil » Funcionários da Avianca protestam em aeroportos
RIO E SÃO PAULO

Funcionários da Avianca protestam em aeroportos

Paralisação se iniciou na manhã desta sexta-feira, 17. Funcionários protestam contra demissões em massa, que já atingiram 900 pessoas, e salários atrasados

Funcionários da Avianca protestam em aeroportos
Atualmente a Avianca representa apenas 0,1% dos voos do Brasil (Foto: Sindicato Nacional dos Aeronautas)

Funcionários da empresa Avianca Brasil iniciaram um protesto na manhã desta sexta-feira, 17, contra uma onda de demissões em massa realizada pela empresa, além de salários atrasados.

Devido à greve, nove voos programados foram cancelados no aeroporto Santos Dumont. Em paralelo, outra manifestação de funcionários também ocorre no aeroporto de Congonhas, em São Paulo.

Segundo o Sindicato Nacional dos Aeronautas, desde que entrou em processo de recuperação judicial, a Avianca já demitiu 900 funcionários. Do total, pelo menos 300 foram demitidos na última quinta-feira, 16.

“A empresa se desmanchou. Separou uma pequena sala de 30 m² para fazer as demissões. Tivemos de alugar um espaço com verba do sindicato para viabilizar [o atendimento aos demitidos]”, disse o presidente do sindicato, Ondino Dutra, segundo noticiou a Folha de S.Paulo.

Além de pilotos e comissários demitidos, pelo menos 200 profissionais pediram licença não remunerada e outros 1.200 aderiram ao plano de demissão voluntária da Avianca, restando apenas 700 funcionários na empresa.

De acordo com o diretor executivo do Sindicado dos Aeronautas, Leonardo Souza, a greve foi acordada na última assembleia a fim de reivindicar os salários atrasados e o não pagamento de benefícios.

Atualmente a Avianca representa apenas 0,1% dos voos do Brasil. Segundo a determinação do Tribunal Superior do Trabalho (TST), 60% dos pilotos e comissários da companhia aérea precisam continuar trabalhando, mesmo durante a greve.

Em contrapartida, funcionários se comunicam através de grupos de WhatsApp, e se queixam da falta de informações sobre os salários. Mesmo com ameaças de demissões por justa causa, muitos funcionários tem abandonado seus cargos.

“É importante deixar claro que esse movimento é também pela segurança de voo, porque a gente tem hoje os tripulantes, os aeronautas voando completamente desorientados emocionalmente, porque estão sem receber suas verbas salariais e também sem saber se estarão empregados quando esse avião pousar”, ressaltou Leonardo.

Fontes:
G1 - Funcionários da empresa aérea Avianca fazem protesto no Aeroporto Santos Dumont, no Rio
Folha de S.Paulo - Após atrasar salários, Avianca demite 900, diz sindicato

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *