Início » Internacional » Johnson & Johnson é condenada a pagar US$ 572 milhões por opioides nos EUA
CRISE DOS OPIOIDES

Johnson & Johnson é condenada a pagar US$ 572 milhões por opioides nos EUA

Multinacional americana foi condenada por danos ao estado do Oklahoma por seu papel na crise dos opioides

Johnson & Johnson é condenada a pagar US$ 572 milhões por opioides nos EUA
Promotores provaram que a Johnson & Johnson promoveu de forma enganosa o uso de analgésicos legais, que são altamente viciantes (Fonte: Reprodução/Creative Commons/Arquivo)

A multinacional americana Johnson & Johnson foi condenada a pagar uma multa no valor de US$ 572 milhões por danos ao estado do Oklahoma por seu papel na crise dos opioides.

A decisão histórica, que foi anunciada nesta segunda-feira, 26, pode acabar afetando os rumos de aproximadamente outros 2 mil processos apresentados contra fabricantes de opioides em várias regiões dos EUA.

Alguns analistas acreditavam, entretanto, que a multa poderia chegar a US$ 2 bilhões.

De acordo com o juiz Thad Balkman, promotores provaram que a Johnson & Johnson promoveu de forma enganosa o uso de analgésicos legais, que por sua vez são altamente viciantes.

“Essas ações comprometeram a saúde e a segurança de milhares de pessoas em Oklahoma […] A crise dos opioides devastou Oklahoma e deve ser contida imediatamente”, ressaltou o juiz Thad Balkman.

Procuradores de Oklahoma afirmam que cerca de 6 mil pessoas morreram no estado de overdose de opioides desde o ano 2000.

O valor da multa deve ser utilizado para combater a crise no estado americano ao longo das próximas três décadas, com a adoção de programas de tratamento e prevenção.

O laboratório Janssen, a divisão farmacêutica da “Johnson & Johnson”, distribui o adesivo Duragesic (Fentanil) e os comprimidos Nucynta (Tapentadol).

Do total de 70.237 mortes por overdose registradas nos EUA em 2017, 47.600 ocorreram em decorrência do uso de opioides, 13% a mais do que em 2016.

Fontes:
EBC - Johnson & Johnson é condenada a pagar multa de US$ 572 milhões

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *