Início » Economia » Internacional » O ‘divórcio’ entre a Amazon e a cidade de Nova York
ESTADOS UNIDOS

O ‘divórcio’ entre a Amazon e a cidade de Nova York

Após impasse com legisladores e moradores locais referente a isenção fiscal, empresa de tecnologia desiste de seu projeto de abrir uma sede na cidade de Nova York

O ‘divórcio’ entre a Amazon e a cidade de Nova York
“Vários políticos estaduais e locais deixaram claro que se opõem à nossa presença" (Foto: Wikipédia)

A gigante da tecnologia Amazon abandonou seu projeto de abrir uma sede da empresa em Nova York. O motivo apontado pela companhia foi oposição de líderes políticos locais ao projeto.

“Enquanto as pesquisas mostram que 70% dos nova-iorquinos apoiam nossos planos e investimentos, um certo número de políticos locais deixou claro que se opõe à nossa presença e não trabalhará conosco para construir o tipo de relacionamento necessário para continuar com esse projeto”, disse a empresa, em um comunicado.

Em novembro de 2018, a Amazon, que tem sede em Seattle, anunciou a construção de duas novas sedes: uma em Nova York; outra em Washington. A iniciativa resultaria em pelo menos 25 mil novos postos de emprego.

Porém, a iniciativa despertou críticas de alguns moradores de Long Island City – que fica no Queens, subúrbio de Nova York, e foi o local escolhido para nova sede. Às críticas eram referentes aos benefícios tributários que a empresa receberia por se instalar na região, além dos efeitos que a nova sede teria na vizinhança.

A Amazon tentou contornar a situação, distribuindo panfletos no Queens para informar moradores sobre os benefícios que a nova sede traria à região. A ideia era neutralizar a ação de legisladores locais que criticavam a isenção fiscal concedida à empresa. Entre eles, está senador estadual do Queens, Michael Gianaris.

“Não temos um tostão para fazer o metrô não atrasar mais, ou para construir moradias acessíveis e escolas suficientes para nossos filhos neste mesmo bairro. Ainda assim, estamos abrindo mão de todo esse dinheiro para Jeff Bezos, que claramente não precisa disso”, disse Gianaris, em uma entrevista concedida na semana passada à rede CNN.

Diante do impasse, a Amazon decidiu recuar nos planos. A empresa informou que não abrirá nova licitação.

Prefeito de Nova York critica decisão

O prefeito da cidade de Nova York, Bill de Blasio, que era um entusiasta da iniciativa, criticou a decisão da Amazon de abandonar o projeto e afirmou que a empresa perdeu uma oportunidade.

“Você tem que ser duro para chegar em Nova York. Demos à Amazon a oportunidade de fazer negócios na maior cidade do mundo. Em vez de trabalhar com a comunidade, a Amazon abandonou essa oportunidade”, disse o prefeito, em um comunicado, acrescentando ainda que se a Amazon não sabe reconhecer a oportunidade que abandonaram, “seus concorrentes o farão”.

Fontes:
G1-Amazon desiste de nova sede em Nova York após enfrentar oposição
Infomoney-Prefeito de Nova York critica Amazon após empresa desistir de sede na cidade

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *