Início » Economia » Internacional » Padre polonês que queimou livros infantis pede desculpas
POLÊMICA

Padre polonês que queimou livros infantis pede desculpas

Rafał Jarosiewicz disse que queimar as obras – que classificou como sacrilégio – foi ‘um ato infeliz’

Padre polonês que queimou livros infantis pede desculpas
'Queimar os livros e outros objetos foi um ato infeliz', afirmou o padre (Foto: Twitter/TK Neuropkin)

O padre polonês Rafał Jarosiewicz – que no último domingo, 31, apareceu em um vídeo queimando livros infantis – pediu desculpas pelo ato, em uma postagem em sua conta no Facebook, publicada nesta quinta-feira, 4.

No domingo, Jarosiewicz apareceu em um vídeo jogando em uma fogueira vários livros infantis com temáticas ligadas à magia e ficção, entre eles, exemplares de Harry Potter e da saga Crepúsculo.

O padre declarava que os livros eram uma “força maligna infeliz”, “do mal” e ligados à magia negra. Segundo Jarosiewicz, que estava acompanhado de outros dois padres no vídeo, as obras eram um sacrilégio. Além dos livros, alguns amuletos e talismãs de fiéis também foram queimados pelo padre.

As imagens da “fogueira” foram postadas na conta no Facebook da SMS z Nieba, uma fundação que usa meios não convencionais para realizar trabalhos religiosos em toda a Polônia. Porém, devido à repercussão negativa, as fotos foram deletadas da rede social.

Em seu pedido de desculpas, Jarosiewicz disse que sua ação foi um “ato infeliz” e o episcopado polonês reconheceu os fatos.

“Queimar os livros e outros objetos foi um ato infeliz. Não foi uma questão de zombar de qualquer grupo social ou de qualquer religião e não visava aos livros ou à cultura. Se alguém entendeu meu ato assim, peço sinceras desculpas”, escreveu o padre no Facebook.

Fontes:
The Guardian-Polish priest apologises for Harry Potter book burning

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *