Início » Economia » Internacional » Parlamento do Canadá é alvejado por atiradores
Tiros em Ottawa

Parlamento do Canadá é alvejado por atiradores

Congresso teve as atividades interrompidas

Parlamento do Canadá é alvejado por atiradores
Equipe médica presta atendimento ao soldado canadense ferido (Reprodução/AFP/AFP)

A polícia de Ottawa busca pelo autor  dos disparos que feriram um soldado canadense no Memorial de Guerra de Ottawa. Testemunhas disseram que um homem de cabelos pretos compridos, com um fuzil e com um cachecol em volta do rosto, teria baleado o militar. 

Ao menos um indivíduo foi visto correndo para o Prédio do Parlamento, onde mais tiros foram efetuados. Até o momento, o número exato de pessoas envolvidas no ataque é desconhecido, contudo, a polícia local estima que duas ou três pessoas possam estar envolvidas na ação:

“As autoridades estão trabalhando para descobrir se havia dois ou três homens armados”, afirmou Marc Soucy, do serviço de polícia de Ottawa.

Segundo informação da TV CBC, um dos atiradores foi morto no interior do Parlamento, que teve as atividades interrompidas. As equipes de emergência foram encaminhadas ao local.

Em razão do ocorrido, o exército do Canadá anunciou o fechamento de suas bases em todo o país. O primeiro-ministro canadense, Stephen Harper, já deixou o congresso e está em segurança, informou seu gabinete.  Uma testemunha informou à rede de TV CNN que dezenas de disparos foram ouvidos no local.

O incidente sucedeu um dia depois que um soldado morreu atropelado por um suposto jihadista, em Saint-Jean-sur-Richelieu (Quebec). Ainda na última quarta-feira, 21, o país elevou seu nível de ameaça de terrorismo de baixo para médio, devido à intensificação das atividades de facções radicais como o Estado Islâmico e a Al Quaeda, conforme uma autoridade do governo.

Os serviços secretos canadenses “indicaram que um indivíduo ou  um grupo dentro do Canadá ou no exterior tem a intenção e a capacidade de cometer um ato de terrorismo”, afirmou o porta-voz do governo.

Ainda não está clara a motivação dos atentados e a região em torno do parlamento está isolada. Um dos suspeitos dos disparos foi morto, pela polícia, no interior do recinto. Segundo o jornal The Globe and Mail, um corpo foi visto do lado de fora da biblioteca do edifício.

O Canadá compõe a coalizão liderada pelos Estados Unidos que vem realizando ataques aéreos contro o ISIS no Iraque e na Síria.

Fontes:
Folha de S. Paulo-Ataque a tiros fecha o Parlamento do Canadá; um atirador teria sido morto

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *