Início » Brasil » Paulo Guedes quer baixar imposto sobre empresas para 15%
BRASIL

Paulo Guedes quer baixar imposto sobre empresas para 15%

O ministro da Economia tem demonstrado otimismo sobre os números, além de ser o trunfo do presidente, Jair Bolsonaro, em trazer investimentos para o país

Paulo Guedes quer baixar imposto sobre empresas para 15%
Guedes tem sanado os questionamentos revelando pilares para o plano da Previdência (Foto: Agência Brasil/Marcello Casal Junior)

O ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou que vem estudando taxar os dividendos e ganhos de capital. A alíquota deve ficar próxima de 15%. Guedes também declarou que poderá reduzir a taxa sobre o imposto de empresas dos atuais 34% para algo semelhante a 15%.

O ministro tem exposto as ideias nos últimos encontros e reuniões que acontecem em Davos, na Suíça, onde participa, ao lado do presidente Jair Bolsonaro, da reunião anual do Fórum Econômico Mundial.  Guedes confirmou, nesta quarta-feira, 23, que o patamar da alíquota “deve ficar por ai”.

Uma da principais cobranças dos investidores tem sido questionar em como o governo lidará com sua agenda reformista para impulsionar o crescimento econômico. Segundo uma avaliação geral em Davos, Bolsonaro e sua equipe econômica apresentaram metas em sintonia com os desejos dos empresariados.

Entretanto, políticos e integrantes de organizações internacionais ainda não estão convictos de que o governo conseguirá passar as reformas pelo Congresso e, com isso, esperam para entender melhor os passos dados pelo governante.

Guedes tem sanado os questionamentos revelando pilares para o plano da Previdência, além da desburocratização do ambiente de negócios. A proposta da reforma deve ser levada ao Congresso no início do mês de fevereiro, após a cirurgia que o presidente Bolsonaro precisa ser submetido.

A decisão em reduzir a carga sobre o setor produtivo está relacionada ao assunto. Segundo um executivo que esteve presente em reuniões com o ministro, Guedes afirmou que seria possível escapar da taxação de dividendos e de juros sobre o ganho de capital para encontrar um equilíbrio sobre os assuntos.

Dois integrantes de organizações internacionais foram ouvidos pela Folha de São Paulo e relataram que ainda possuem dúvidas sobre a capacidade do governo em aprovar as reformas nas versões completas. Os integrantes afirmaram ser necessário saber quais serão os planos completos. Um deles ressaltou que, como se trata de uma democracia, é necessário negociação.

O ministro demonstrou otimismo e afirmou que existe consenso entre todas as reformas que ainda precisam de aprovação. Caso não ocorra, ele pretende propor o fim da obrigatoriedade de gastos do governo federal.

A agenda da equipe econômica tem sido bastante intensa em Davos com o encontro de executivos, empresários e representantes de governos, além de organizações multilaterais. Paulo Guedes tem sido o trunfo do presidente para trazer investimentos para o Brasil.

Fontes:
Folha de S.Paulo-Paulo Guedes estuda baixar imposto sobre empresas para o patamar de 15%

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *