Início » Brasil » Por que você sente fome depois de comer uma grande refeição?
VIDA

Por que você sente fome depois de comer uma grande refeição?

Comer muito pode nos deixar com mais fome - mas não é porque seu estômago ‘estica’

Por que você sente fome depois de comer uma grande refeição?
Sentimos fome não porque o estômago esticou, mas porque acostumamos a comer mais em ocasiões especiais (Foto: Pixabay)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Por que ainda sentimos fome depois de festas como o Natal? Comer demais estica seu estômago, o que significa que você tem mais espaço para comer no dia seguinte?

A resposta é que, para a maioria das pessoas, você não sente fome, apesar das enormes quantidades de alimentos que consumiu recentemente. Você sente fome justamente por isso.

Mas, primeiro, qual é essa sensação de fome? A pontada que você sente que o incentiva a comer é o resultado de uma série de mudanças fisiológicas dentro do seu corpo. É verdade que seu estômago muda de tamanho quando está com fome ou cheio. O estômago se contrai quando a refeição é digerida para ajudar a mover os alimentos em direção ao intestino.

Ele ronca à medida que o ar e a comida se movimentam, à medida que a comida é empurrada para baixo, um fenômeno chamado borborygmus , que geralmente é a nossa primeira pista de que podemos estar com fome porque é audível e físico. Depois de roncar, o estômago se expande novamente em preparação para comer – isso é iniciado pelos hormônios.

Mas não é realmente verdade que comer alonga o estômago. O estômago é muito elástico, então retornará à sua capacidade de repouso (cerca de 1-2 litros) após uma grande refeição. De fato, o estômago da maioria das pessoas tem capacidade semelhante – nem a altura nem o peso têm efeito.

O que talvez não tenhamos consciência é da liberação de nossos hormônios da fome: NPY e AgRP, do hipotálamo, e grelina, do estômago . A grelina é liberada quando o estômago está vazio e estimula a produção de NPY e AgRP em nosso cérebro. Esses dois hormônios são responsáveis por criar a sensação de fome e substituir os hormônios que nos dão a sensação de estar satisfeito.

Talvez contra-intuitivamente, os níveis de grelina tendem a ser mais altos em indivíduos magros e mais baixos em pessoas com obesidade. Você pode esperar que um hormônio que estimule a fome esteja mais presente em pessoas que comem mais – mas essa contradição provavelmente reflete o quão complicado é o nosso sistema endócrino.

Embora apenas três hormônios sejam amplamente responsáveis por gerar sentimentos de fome, são necessários cerca de uma dúzia para nos fazer sentir satisfeitos. Alguns deles, GIP e GLP-1, são responsáveis por estimular a produção de insulina para regular o metabolismo dos carboidratos.

Vários outros hormônios estão envolvidos na desaceleração do movimento dos alimentos através do estômago, para dar tempo ao corpo para digerir os alimentos. Para as pessoas com obesidade que têm baixos níveis de grelina, pode ser que altos níveis de insulina, necessários para metabolizar uma dieta rica em carboidratos, estejam inibindo a produção de grelina.

Dois são essenciais para reduzir a sensação de fome: CKK e PYY. Em pacientes com uma banda gástrica ajustada, o que reduz o tamanho do estômago, o PYY é particularmente alto. Isso contribui para a perda de apetite. 

Mesmo que seu estômago tenha um sistema hormonal para informar seu cérebro quando está vazio, isso geralmente é aumentado pela associação aprendida entre as horas do dia e a sensação de fome. Portanto, mesmo que você tenha almoçado muito bem, ainda pode sentir fome no jantar.

Quando aprendemos a associar as propriedades gratificantes dos alimentos, principalmente alimentos com alto teor de açúcar, a horários, cheiros, visões e comportamentos específicos, a memória dessa sensação é ativada e você começa a desejar. Isso então desencadeia não apenas respostas psicológicas, mas fisiológicas, como a salivação.

Talvez não seja surpresa, então, como sentimos fome depois de uma grande refeição com a família e os amigos. Ainda estamos com fome no dia seguinte – ou mesmo mais tarde no mesmo dia – não porque nosso estômago se esticou, mas porque nos acostumamos a comer excessivamente em ocasiões especiais.

Se nossos cérebros virem todas as pistas – os cheiros, as vistas, os sons – associados a uma grande refeição no dia seguinte a um banquete como o Natal, isso começará a nos preparar para a segunda rodada.

Fontes:
BBC-Why do you feel hungry after eating a big meal?

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *