Início » Brasil » Reforma da Previdência incluirá militares
INCLUSÃO NA PREVIDÊNCIA

Reforma da Previdência incluirá militares

Segundo o secretário da Previdência, Rogério Marinho, proposta deve ser apresentada aos parlamentares ainda em fevereiro, quando o novo Congresso assume

Reforma da Previdência incluirá militares
'Ninguém vai ficar de fora', disse Marinho. (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O secretário de Previdência, Rogério Marinho, anunciou na noite da última quarta-feira, 30, que todos os segmentos da sociedade, incluindo os militares, serão adicionados na reforma da Previdência, por determinação do presidente, Jair Bolsonaro.

A proposta será apresentada aos parlamentares até o fim do mês de fevereiro. Governadores de oito estados já se dirigiram para Brasília para oferecer apoio à reforma. “Ninguém vai ficar de fora. O governo vai apresentar um projeto que vai levar em consideração todos os segmentos da sociedade brasileira”, disse Marinho.

Rogério Marinho reiterou que o governo deve aproveitar a proposta enviada anteriormente pelo presidente Michel Temer, que já está apta para votação em plenário. Ademais, o secretário da Previdência reforçou que a grande maioria da população se aposenta com um pouco mais do que um salário mínimo, pedindo assim, o apoio dos parlamentares para a aprovação.

“Todos têm que contribuir. Esse é o esforço de salvarmos o sistema previdenciário e apresentarmos uma nova Previdência no Brasil. […]  O presidente Bolsonaro quer uma reforma com justiça social. É importante que essa rede de proteção social seja preservada. Quem tem menos, contribui menos e quem tem mais, contribui proporcionalmente mais. Nosso sistema é injusto e insustentável “, afirmou.

Um pouco mais cedo, o ministro da Economia, Paulo Guedes, reunido com prefeitos em Brasília, também defendeu a inclusão de todas as categorias na reforma, incluindo os militares e funcionários públicos.

Fontes:
Congresso em Foco-Reforma incluirá militares, diz secretário da Previdência: “Ninguém vai ficar de fora”
O Globo-Bolsonaro decide que todos vão entrar na Previdência, inclusive militares, diz secretário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. wilson schmeiske disse:

    …também pelo fim dos salários das filhas dos militares

  2. carlos alberto martins disse:

    sr Rogério Marinho:concordo que todos temos que contribuir,que tal começando a reduzir o salario dos acomodados de Brasilia.porque não reduzir em 50% o número de politicos e 70% o número auxiliares puxa-saco que são cabos eleitorais dos mesmos?grande parte dos militares recebem um salario ridiculo.todas as vezes que acontece catástrofes,são os mesmos que expõe a vida ao perigo eminente tem os mesmos que ter treinamento diário e continuo,vide os rompimentos de barragem das mineradoras.o soldado não tem tempo as vezes nem de se dedicarem as próprios lares,em virtude de prestarem serviços de emergencias 24 horas seguidas ou dias seguidos.não sou militar mais tenho pelos mesmos o meu respeito e admiração.

  3. jakmamedio@yahoo.com.br disse:

    E as aposentadorias vitalícias que perpassam de esposas e filhas de militares sem nunca ter trabalhado, consequentemente contribuído com a previdência? E os Servidores públicos federais que recebem valores absurdos de gratificações e ficam capengando nos cargos, inertes, sem querer se aposentar para não perder vantagens? Precisam ser revistos estas questões

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *