Início » Economia » Internacional » Reino Unido dificulta boicote dos EUA contra Huawei
REINO UNIDO

Reino Unido dificulta boicote dos EUA contra Huawei

Centro de Segurança Cibernética britânico conclui que é possível minimizar o risco do uso de equipamentos Huawei em redes 5G

Reino Unido dificulta boicote dos EUA contra Huawei
Os Estados Unidos afirmam que o risco de usar equipamentos de empresas chinesas é muito alto (Foto: Flickr/Kārlis Dambrāns)

O Centro Nacional de Segurança Cibernética (CNSC) do Reino Unido concluiu que é possível minimizar o risco do uso de equipamentos da empresa chinesa Huawei nas redes de alta velocidade 5G.

A conclusão do CNSC vai de encontro com os esforços dos EUA para convencer países aliados a proibir o uso de equipamentos da Huawei nas redes de telecomunicações, com base no argumento de que a tecnologia poderia ser utilizada como meio de espionagem ou de sabotagem cibernética pelo governo da China.

A Agência de Segurança Nacional dos EUA tem divulgado informações sobre os riscos do uso de equipamentos da Huawei nas redes 5G, mas diversos países europeus, entre eles o Reino Unido e a Alemanha, não acham que isso constitua uma ameaça à segurança nacional.

A opinião do CNSC pesará na decisão dos líderes europeus quanto à entrada da Huawei no setor de telecomunicações, pelo fato de o Reino Unido ser membro da rede de compartilhamento de informações Five Eyes, ao lado de Austrália, Nova Zelândia, Canadá e EUA.

Os EUA argumentam que a rede 5G será tão rápida e terá tantas funções militares, que o risco de usar equipamentos de empresas chinesas é muito alto. Autoridades americanas também alegam que, embora não haja sinais de atividades suspeitas, a Huawei poderia usar a tecnologia para espionar a troca de informações.

No entanto, Robert Hannigan, ex-diretor do Quartel General de Comunicação do Governo (QGCHQ), escreveu há pouco tempo no jornal britânico Financial Times, que o CNSC nunca viu uma tentativa de espionagem do governo chinês por intermédio da Huawei “e que a ideia que os equipamentos da Huawei poderiam representar uma ameaça à segurança nacional era absurda”.

Alex Younger, diretor do MI6, o serviço de inteligência secreta do Reino Unido, sugeriu que o país deveria adotar uma atitude mais flexível com a Huawei do que os EUA, porque é uma questão muito complexa que envolve vários países europeus.

“É provável que o Reino Unido recomende a contratação de diversas empresas e fornecedores, além de restringir o acesso a determinadas áreas da rede 5G. Não é conveniente que uma única empresa monopolize o fornecimento de equipamentos para uma rede tão importante. Essas medidas minimizariam os riscos apontados pelos EUA”, disse Younger.

Fontes:
Financial Times-UK says Huawei is manageable risk to 5G

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *