Início » Brasil » Sobe para o 20 número de mortos na Muzema
RIO DE JANEIRO

Sobe para o 20 número de mortos na Muzema

Buscas por sobreviventes do desabamento de dois prédios na Muzema, zona Oeste do Rio, chega ao 7º dia. Três pessoas seguem desaparecidas

Sobe para o 20 número de mortos na Muzema
A polícia tem indícios de que um homem conhecido como Zé do Rolo é o proprietário dos terrenos (Foto: Tânia Rego/ABr)

O Corpo de Bombeiros encontrou na manhã desta quinta-feira, 18, mais um corpo nos escombros dos dois prédios que desabaram na última sexta-feira, 12, na Muzema, zona Oeste do Rio. De acordo com os bombeiros, o corpo é de uma mulher, que ainda não foi identificada. Outras três pessoas seguem desaparecidas.

Na última quarta feira, 17, o coronel dos Bombeiros Roberto Robadey relatou que as buscas poderiam ser encerradas devido à tarefa já estar em um estágio avançado, e também pelos bombeiros terem acessado os andares mais baixos dos prédios. As causas do desabamento ainda estão sendo apuradas.

Terrenos estavam em nome de morto

Segundo a Prefeitura do Rio, desde 2005, foram emitidas 17 multas contra as construções na Muzema. De acordo com a TV Globo, 11 dessas multas estavam destinadas a José Abrahão, que já estava morto nesse período.

Os documentos revelaram que, em 2002, um terreno no mesmo endereço do condomínio Figueiras foi herdado pelos filhos de José Abrahão. Já em 2009, devido a uma dívida de IPTU com a Prefeitura, o terreno foi penhorado e, em 2015, houve a suspensão do processo devido ao início do parcelamento da dívida, sem o cancelamento da penhora.

A Polícia Civil ainda procura pelo dono dos terrenos. Segundo relatos de moradores que não quiseram se identificar, o proprietário seria José Bezerra de Lima, mais conhecido como Zé do Rolo.

Além dos relatos, a polícia também tem indícios de que Zé do Rolo é o proprietário dos terrenos. Isso porque seu nome consta em documentos da Operação Intocáveis, deflagrada em janeiro deste ano, pelo Ministério Público estadual do Rio de Janeiro.

A operação prendeu suspeitos de integrar milícias na Muzema e em Rio das Pedras. Os presos foram acusados de agiotagem, extorsão a moradores, pagamento de propina e ligações clandestinas e água e energia.

Fontes:
O Globo-Sobe para 20 número de mortos em desabamentos na Muzema
G1-Onze terrenos multados na Muzema estão em nome de morto

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *