Início » Vida » Ciência » Tartarugas verdes na Austrália estão parando de criar machos
MEIO AMBIENTE

Tartarugas verdes na Austrália estão parando de criar machos

Estudo revela que fenômeno tem relação com as mudanças climáticas

Tartarugas verdes na Austrália estão parando de criar machos
Ter poucos machos pode ser um grande problema para uma das mais importantes comunidades de tartaruga do mundo (Foto: Pixabay)

Um estudo da organização WWF revelou que o aumento da temperatura no norte de Queensland, na Austrália, vem contribuindo para que a colônia de tartarugas verdes no norte da Grande Barreira de Coral seja dominada por fêmeas. Ter poucos machos pode ser um grande problema para uma das mais importantes comunidades de tartaruga do mundo, que abriga cerca de 200 mil espécies reprodutoras. A WWF alerta que a comunidade pode entrar em colapso sem a presença dos machos.

A temperatura de incubação dos ovos é o que vai determinar se a tartaruga vai ser fêmea ou macho. As fêmeas, por exemplo, se incubam em um ninho mais quente. Portanto, com águas mais quentes por conta das mudanças climáticas, a geração de tartarugas fêmeas se torna mais comum.

Para o estudo, os cientistas capturaram tartarugas verdes no Arquipélago de Howick, identificaram seu sexo e seu ninho de origem. Além disso, eles fizeram exames genéticos e de endocrinologia nelas. Das que eram procedentes das praias do norte, 86,8% eram fêmeas. Já as que eram procedentes das praias mais frias do sul, a taxa de fêmeas era mais moderada, entre 65% e 69%.

Um dos autores do estudo, Michael Jensen, assegurou que as tartarugas verdes do norte da Grande Barreira de Coral estiveram produzindo, principalmente, fêmeas durante mais de duas décadas, “o que resulta em um viés extremo”. “Conhecer a proporção atual de fêmeas em idade adulta e reprodutora e como isto pode afetar dentro de 5, 10 e 20 anos, quando as crias tiverem crescido, pode ser muito valioso”, disse Jensen.

Fontes:
Estadão-Estudo revela por que tartarugas verdes na Austrália deixaram de criar machos

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *