Início » Brasil » Witzel diz estar preparado para ser presidente
EM ENTREVISTA À BBC

Witzel diz estar preparado para ser presidente

Em entrevista à BBC, o governador do Rio, que está em Boston para uma palestra, disse querer dar continuidade a um projeto de transformação do Brasil

Witzel diz estar preparado para ser presidente
'O Brasil precisa sempre de líderes que possam dar melhores oportunidades', afirmou Witzel (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, afirmou estar pronto para governar Brasil. A declaração foi dada em entrevista à BBC Brasil, nesta sexta-feira, 5, no lobby de um hotel de luxo em Boston, nos EUA – onde Witzel dará uma palestra sobre segurança pública.

“Eu estudei a minha vida inteira, estou preparado para governar o Rio de Janeiro e estou preparado para governar o nosso país. Fiz mestrado, estou terminando meu doutorado e não paro de estudar nunca. Acho que o Brasil precisa sempre de líderes que possam dar às gerações futuras melhores oportunidades. […] O presidente Bolsonaro tem meu respeito. Se ele não for candidato [em 2022], eu quero dar continuidade a um projeto de transformação do Brasil e resgate da economia do nosso país”, disse o governador do Rio à BBC Brasil (confira aqui a entrevista na íntegra).

O desejo de Witzel de trocar o Palácio Guanabara pelo Palácio do Planalto configura o popular “passo maior que a perna”, uma vez que Witzel é estreante na política e acaba de completar apenas três meses de mandato como governador.

Ex-juiz, Witzel se elegeu na esteira do discurso de Jair Bolsonaro de moralização da política. Na entrevista, ele responde a questões sobre a segurança pública no Rio e defende a ideia de abate de criminosos flagrados portando fuzil.

No entanto, ao ser questionado sobre eventuais erros nessa política de abate, que podem resultar na morte de inocentes, – como casos de pessoas que morreram após terem guarda-chuvas e furadeira confundidos com armas – Witzel diz desconhecer erros do tipo.

“Casos de crianças atingidas pela polícia, eu desconheço. O que temos são balas perdidas por conta, muitas vezes, da guerra do tráfico e a polícia vem para tentar fazer a prisão e eles disparam de forma inconsequente. […] Se ocorreram erros no passado, no meu governo não aconteceram”, diz Witzel.

Sobre o pedido de impeachment do prefeito Marcelo Crivella, Witzel afirmou que “não é bom tirar qualquer governante”, pois “a interrupção é sempre muito ruim”, mas disse ter dado toda a independência aos vereadores para julgar o caso.

Witzel disse que os vereadores devem se pautar pelo conjunto de provas, não pela emoção e disse esperar que os fatos sejam esclarecidos.

“Espero que os fatos sejam esclarecidos e ele possa concluir o mandato dele e possa tentar recuperar nesse final de mandato o que tem sido o reclamo da população”, disse o governador.

Fontes:
BBC-Nos EUA, Witzel se descola de Bolsonaro e diz querer ser presidente

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. carlos alberto martins disse:

    quem faz uma declaração dessa magnitude sem não ter demonstrado ser um governador competente para com o povo do rio,não tem competencia para administrar nem um carrinho de pipoqueiro.pelo visto quer aparecer na mídia glamorosa dos vendedores em feira-livre.e haja melancia para tão pretencioso pescoço.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *