Início » Especial Manifestações » EUA manipularam de forma negligente materiais biológicos mortais
Falha de segurança

EUA manipularam de forma negligente materiais biológicos mortais

Centro de Controle e Prevenção de Doença dos EUA revelou incidentes em que materiais mortais, incluindo antraz e o vírus H5N1, foram tratados de forma inadequada

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC) informou na última sexta-feira, 11, que está suspendendo as atividades em dois de seus laboratórios de alta segurança por ter constatado negligência na manipulação de materiais biológicos potencialmente mortais.

Leia mais: Frascos de varíola são encontrados nos EUA

Segundo o órgão, na última década ocorreram cinco episódios em que materiais biológicos, incluindo amostras de antraz, toxina botulínica e vírus da gripe aviária H5N1, foram enviados de forma inadequada para outros cinco laboratórios do país.

O incidente põe em xeque a capacidade do CDC de transportar e armazenar com segurança materiais biológicos perigosos. “Isso nunca poderia ter acontecido”, disse Thomas Frieden, coordenador do órgão, ressaltando que nenhum dos agentes expostos aos materiais biológicos adoeceu.

A falha na segurança foi divulgada em um relatório feito pelo CDC. O incidente mais recente ocorreu em junho deste ano, quando agentes de um laboratório do órgão enviaram equivocadamente amostras de antraz para outro laboratório, que não tinha equipamentos de segurança para lidar com a bactéria. Ao todo, 84 funcionários foram expostos.

Em outro incidente, ocorrido em março deste ano, amostras do vírus da gripe H5N1 foram enviadas de forma negligente de um laboratório do CDC para o Departamento de Agricultura do país.

O relatório revelou ainda outros três incidentes, ocorridos entre 2001 e 2006, em que laboratórios do órgão manipularam de forma imprópria ou enviaram equivocadamente materiais potencialmente mortais para laboratórios sem o nível de segurança exigido.

A notícia chega dias após seis frascos contendo o vírus da varíola serem encontrados no Instituto Nacional de Saúde, em Washington. As amostras foram enviadas para laboratórios do CDC. Testes de cultura em tecidos mostraram que, diferentemente do que se acreditava, as amostras estão viáveis ou vivas.

Fontes:
The Washington Post-CDC says it improperly sent dangerous pathogens in five incidents in past decade

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *