Início » Cultura » Alemanha: Colônia
TURISMO

Alemanha: Colônia

Vai andar de trem na Alemanha? Aproveite para dar uma espiada em Colônia!

Alemanha: Colônia
Colônia é uma mistura entre o antigo e o moderno (Reprodução/Fernanda Costta)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Às margens do Rio Reno, Colônia impera soberana. A 4a maior cidade da Alemanha é um mix interessante entre o antigo e o moderno, fruto de seu passado conturbado e presente promissor.

Colônia foi fundada no ano 50 D.C., durante o Império Romano. Séculos mais tarde mostrou-se um importante pólo comercial entre o leste e o oeste da Europa. Já durante os tempos medievais, era um dos membros líderes da Liga Hanseática. Napoleão a integrou ao império francês juntamente com todas as cidades sediadas na margem esquerda do Rio Reno no século XIX e,  durante a 2a Guerra Mundial, foi duramente bombardeada, reduzindo sua população em 95%. Hoje, recuperada dos hematomas do passado, Colônia floresce como um dos principais centros culturais e de negócios de toda Europa.

O ponto alto de Colônia é a sua impressionante Catedral, a  Kölner Dom, que teve sua construção iniciada no século XIII e levou mais de 600 anos para ser concluída. Seu estilo gótico encanta os olhares atentos dos visitantes, ocupados analisando os suntuosos detalhes na decoração exterior. Suas imponentes torres têm quase 160 metros de altura e por algum tempo receberam o título de mais altas do mundo. Hoje, já não são donas do título, embora se conservem o topo do ranking no quesito maior fachada. A catedral se tornou ponto de peregrinação por abrigar as relíquias dos 3 Reis Magos, guardadas em uma urna ricamente ornamentada em bronze e pedras preciosas.

A catedral, além de tombada como Patrimônio Mundial pela Unesco, é também a atração mais visitada de toda a Alemanha. Recorde adquirido sobretudo devido à localização estratégica junto à estação da estrada de ferro que liga centenas de cidades e 6 países.

Conectando a catedral à margem direita do Rio Reno, está a ponte Hohenzollern, com seu 3 arcos clássicos de metal. Com seu estilo moderno, contrasta com a catedral sem perder a harmonia. Em seus 400 metros de extensão passam 1.200 trens diariamente e, sem dúvida, um número muito maior de apaixonados. Como assim??! É que a ponte é uma das preferidas pelos casais que tem a superstição de imortalizar o seu amor em cadeados gravados com o nome e devidamente trancados no guarda-corpo da ponte. O resultado é uma obra de arte colorida e brilhante, com cadeados de formas, cores e tamanhos variados. A empresa que controla a ponte até tentou remover os cadeados, mas em razão da reprovação da população, optou por permiti-los no local.

Como se vê, é muito fácil visitar a Catedral de Colônia, sua ponte e centro histórico, mesmo que você esteja apenas de passagem rápida pela estação. Seja uma visita de 2 horas ou de um dia inteiro, Colônia vai sem dúvida te encantar! Veja as dicas de roteiro turístico em Colônia, para quem chega de trem:

Colônia: O que visitar em 3 horas:

1) Catedral – se você não é nenhum historiador, 30 minutos são suficientes para visitar a catedral por dentro, conhecendo os detalhes da nave, vitrais, relíquias, etc. Dá também para poder apreciar a estonteante decoração externa e tirar fotos de vários ângulos. Se você deseja subir os 509 degraus da torre, é bom encerrar seu roteiro somente na catedral para não perder o seu próximo trem.

2) Centro histórico – próximo a catedral estão as casinhas antigas que representam como era a Colônia antiga (a maioria das construções foram destruídas na 2a Guerra Mundial).

3) Rio Reno – logo em frente às casinhas está o rio. Aproveite para tirar fotos com a ponte emoldurando.

4) Ponte Hohenzollern – vale a pena atravessá-la, curtir os cadeados e chegar do outro lado para ver a imagem cartão-postal de Colônia.

Apesar do aspecto bucólico apresentado aqui, Colônia é uma cidade grande, que sedia grandes feiras e exposições da Europa, como é o caso da Anuga – a maior feira de alimentos do mundo, juntamente com a Sial da França. Além da excelente malha ferroviária e fluvial, dispõe de aeroporto internacional, conectando a cidade a mais de 100 destinos, inclusive em outros continentes. A German Wings é a companhia aérea local, mas outras tantas pousam ali. Aproveite para fazer o planejamento da sua viagem e descobrir as melhores tarifas no site da Momondo. É fácil e rápido!

 

*Fernanda Costta escreve no Blog Viaggio Mondo e é colaboradora do Opinião e Notícia.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *