Início » Opinião » ANTT: Paulo Bernardo apadrinha ex-assessor de senador
Coluna Esplanada

ANTT: Paulo Bernardo apadrinha ex-assessor de senador

Ministro das Comunicações pode avalizar indicação do diretor Ivo Borges de Lima para o comando da Agência Nacional de Transportes Terrestres. Por Leandro Mazzini

ANTT: Paulo Bernardo apadrinha ex-assessor de senador
Ministro das Comunicações, Paulo Bernardo (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Leandro Mazzini é jornalista e escritor

Siga o colunista no Twitter @leandromazzini

Após perder o apadrinhado Bernardo Figueiredo, rejeitado pelo Senado, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, pode avalizar indicação do diretor Ivo Borges de Lima para o comando da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). O ministro reuniu-se com o senador Gim Argelo (PTB-DF), que levou a ele Borges, seu ex-assessor, e pediu apoio. Gim, Bernardo e Borges foram vistos em almoço no restaurante Dom Francisco, na Associação dos Servidores do Banco Central, na sexta-feira (9).

Currículo

Borges foi assessor de Gim por 10 anos e secretário de Trabalho do DF no governo de Maria Abadia (PSDB), em 2006. Gim desconversa. Diz que o diretor-geral será outro.

Recado

Se Bernardo der aval, será automaticamente o sinal verde do Palácio do Planalto. Borges é diretor da ANTT desde 2009. Fora dali, comanda rádio em Alexânia (GO).

Bate-boca marca saída de Vaccarezza

Foi tensa a conversa na manhã desta terça-feira, 13, entre a presidente Dilma Rousseff, a ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, e o líder do Governo na Câmara, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), no Palácio do Planalto.

A reunião foi marcada por Dilma para anunciar a Vaccarezza que ele será substituído no cargo, a exemplo de Romero Jucá, líder no Senado. O nome mais cotado é o deputado Paulo Teixeira (PT-SP).

Houve bate-boca, segundo relatos de próximos de Vaccarezza, entre ele a ministra Ideli, logo contornado pelos próprios. O clima ficou tão tenso a ponto de atrasar a ida da presidente ao Senado nesta manhã, onde recebe o prêmio Bertha Lutz.

As mudanças acontecem patrocinadas pela própria presidente da República, com o intuito de retomar o controle da base governista no Congresso – nas duas Casas – com a notória insatisfação de partidos aliados no tratamento dado pelos ministros Palacianos, principalmente com o PMDB.

Abuso

Alvo da Polícia Federal, a Assembleia Legislativa do Piauí não toma jeito. Os parlamentares nomearam nada menos que 3.480 funcionários comissionados desde a posse, em 2011. É mais que a população da cidade Antônio Almeida (3.039). A Casa tem 14 diretores, para variados assuntos, que ganham R$ 18 mil mensais.

Do canteiro

Cruzaram os braços pela segunda vez em uma semana os operários da Enesa, terceirizada da Camargo Correia, nas obras da Usina de Jirau, em Rondônia. Querem melhores salários. Em julho de 2011 houve também uma paralisação.

Afago

Em tempos de crise, um afago ao PMDB. A bancada do Senado ficará com a relatoria do Orçamento da União para 2013. A presidência da Comissão Especial já está assegurada com o deputado Paulo Pimenta (PT-RS), muito próximo a José Dirceu.

Lousa limpa

Os professores da rede estadual de ensino do Piauí praticamente não deram aula este ano. Querem garantia do pagamento do piso de R$ 1.541. Sofrem os alunos.

Dois lados

Denunciado pel’O Globo como funcionário fantasma de senador do DEM, o advogado Admar Gonzaga foi o maior defensor do PSD e atuou na causa da fundação do partido.

Manual de bajulação

Os políticos precisam rever o manual de bajulação. Se o prefeito do Rio, Eduardo Paes, fosse a Londres divulgar os Jogos de 2016, como fez no sábado o príncipe Harry no Rio, certamente os britânicos não fechariam suas ruas para o carioca correr com amigos.

Oi, gente

Sentindo-se esquecido pelo Planalto em meio às enchentes que assolam metade do Acre, o governador Tião Viana (PT) baixou no Palácio para pedir às ministras Gleisi e Ideli celeridade na liberação de verbas emergenciais: 140 mil estão desabrigados.

À manivela

A Anatel insiste em fazer vistas grossas para as operadoras. Erro no modelo de medição da Internet pode comprometer a efetiva aferição do serviço de conexão. Há duas semanas, a coluna alertou para o lobby das telefônicas contra as metas de qualidade.

Manobra

Segundo Demi Getschko, do Comitê Gestor, a forma como Anatel está lidando com o assunto é como medir a qualidade de um PABX apenas pelas chamadas de dois ramais, sem levar em conta a capacidade de fazer ligações externas.

Campanha on-line

Pelo Twitter, o ex-ministro da Integração Nacional Geddel Vieira Lima avisa que trabalha pela unidade da coligação em Salvador, mas se não der certo… paciência.

Banquete gaúcho

Dos sete ex-governadores do RS vivos, dois não devem participar do tradicional jantar de confraternização no Palácio Piratini: Antônio Britto, que nunca foi, e Yeda Crusius.

Ponto Final

Do líder do PSDB na Câmara, Bruno Araújo (PE): O PIB do Brasil em 2011 foi bem menor que o da Alemanha no auge da crise europeia há alguns anos.

 

Com Gilmar Correa e Hosa Freitas

www.colunaesplanada.com.br
contato@colunaesplanada.com.br

* É proibida a reprodução total ou parcial da coluna sem a prévia autorização do editor da Esplanada.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Rene Luiz Hirschmann disse:

    Um outro cancer foi retirado, Candido Vaccarezza, inimigo dos aposentados, gostariamos que esse senhor fosse para o inferno.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *